Make your own free website on Tripod.com

 

PAULO   CÉSAR   DRUMOND   BRAGA

CURRICULUM  VITÆ

LISBOA

2007


I

DADOS PESSOAIS

 

Paulo César Drumond Braga, nasceu a 31 de Outubro de 1965

 

II

HABILITAÇÕES CIENTÍFICAS

1. Matriculou-se no Curso de Licenciatura em História, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, em Outubro de 1983, tendo-o concluido a 27 de Julho de 1987, com a classificação de 15 (quinze) valores e a informação final de Bom.

2. Em Outubro de 1987 foi admitido no Curso de Mestrado em História da Idade Média, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Nele frequentou, nos anos lectivos de 1987-1988 e 1988-1989, quatro seminários e três disciplinas, ministradas pelos Professores Doutor A. H. de Oliveira Marques, Doutor José Mattoso, Doutora Maria José Pimenta Ferro Tavares e Doutora Iria Gonçalves, todos docentes da referida Faculdade.

A dissertação de Mestrado, intitulada Setúbal Medieval (Séculos XIII a XV), foi entregue a 13 de Novembro de 1991, tendo sido defendida a 29 de Maio de 1992, perante um júri presidido pelo Prof. Doutor A. H. de Oliveira Marques, professor catedrático da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (orientador científico) e do qual faziam ainda parte o Prof. Doutor Armando Luís de Carvalho Homem, professor associado da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (arguente da dissertação) e a Prof.ª Doutora Iria Gonçalves, professora associada da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Foi aprovada por unanimidade, com a classificação máxima (Muito Bom).

3. Em 1994 deu início à investigação com vista à tese de Doutoramento em História, especialidade História dos Descobrimentos e da Expansão, subordinada ao tema A Inquisição nos Açores e orientada pelos Professores Doutor A. H. de Oliveira Marques e Doutor Artur Teodoro de Matos. Inscreveu o Doutoramento na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, ali requerendo provas a 30 de Setembro de 1996. O júri foi aprovado a 21 de Novembro seguinte. 

A dissertação foi defendida, nas instalações da Faculdade, a 4 de Abril de 1997, perante um júri presidido pelo Prof. Doutor José Esteves Pereira (professor catedrático da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e vice-reitor da universidade) e do qual faziam ainda parte os seguintes vogais: Prof. Doutor A. H. de Oliveira Marques (professor catedrático da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa), Prof. Doutor Artur Teodoro de Matos (professor catedrático da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa), Prof.ª Doutora Maria Norberta S. B. Amorim (professora associada da Universidade do Minho), Prof.ª Doutora Elvira Cunha de Azevedo Mea (professora associada da Faculdade de Letras da Universidade do Porto), Prof. Doutor Avelino de Freitas de Meneses (professor associado da Universidade dos Açores), Prof.ª Doutora Ana Maria Pereira Ferreira (professora auxiliar da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa) e Prof. Doutor João José Alves Dias (professor auxiliar da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa). A dissertação foi arguida pelos vogais indicados em primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto lugares, tendo sido aprovada com a classificação máxima (Muito Bom, com Louvor e Distinção).


III

ACTIVIDADE DE INVESTIGAÇÃO

1. Para a frequência do curso de Mestrado, foi-lhe atribuída uma bolsa pelo Instituto Nacional de Investigação Científica, válida entre 1 de Outubro de 1990 e 30 de Setembro de 1991.

2. Entre 1 de Outubro de 1992 e 31 de Outubro de 1997 fez parte de uma equipa que, coordenada pelo Prof. Doutor A. H. de Oliveira Marques, e subsidiada pela Fundação Oriente, estudou a presença portuguesa no Extremo Oriente, numa obra intitulada História dos Portugueses no Extremo Oriente. Foram-lhes atribuídos os capítulos sobre a vida quotidiana, respeitantes aos séculos XVI, XVII e XVIII (publicados no vols. I, tomo 1 e no vol. II) e sobre organização administrativa no século XIX (publicado no vol. III).

3. Entre 1 de Outubro de 1992 e 1 de Novembro de 1998 integrou um grupo de trabalho cuja tarefa consistia na indexação dos livros de Leitura Nova, do Arquivo Nacional da Torre do Tombo. O grupo foi coordenado, sucessivamente, pelo Prof. Doutor A. H. de Oliveira Marques e pelo Prof. Doutor João José Alves Dias e era subsidiado pela Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses. Indexou, por ordem cronológica, os seguintes livros: Odiana, livro 2; Beira, livro 3; Direitos Reais, livro 2; Místicos, livro 6; Além-Douro, livro 5; Ilhas; Legitimações, livro 2; Estremadura, livro 8; Estremadura, livro 11 e Odiana, livro 5.

4. Em Dezembro de 1992 foi-lhe concedida uma bolsa pelo Instituto de Estudios Ceuties, a fim de realizar, no prazo de um ano, uma monografia intitulada Ceuta nos Séculos XV e XVI (1415-1580). A mesma foi entregue dentro do prazo prescrito, acabando por ser publicada uma versão totalmente refundida, em colaboração com Isabel Maria Ribeiro Mendes Drumond Braga.

5. A 8 de Julho de 1996 passou a integrar o Centro de Estudos Históricos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, tendo ingressado na respectiva Comissão Científica quando obteve o grau de Doutor.

6. Entre 16 de Janeiro de 1997 e 16 de Janeiro de 1998 foi incumbido, em colaboração com Isabel Maria Ribeiro Mendes Drumond Braga, da inventariação dos manuscritos da Biblioteca da Sociedade de Geografia de Lisboa, projecto coordenado pelo Prof. Doutor Artur Teodoro de Matos e subsidiado pela Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, através do Centro de Estudos Damião de Góis.

 

IV

JÚRIS ACADÉMICOS

 

Doutoramento

1. Lisboa, Universidade Autónoma de Lisboa, 19 de Abril de 2004, Mestre Vanda de la Salete Farias Calado Comparada, Expo’ 98: Discurso Cultural e Percurso Lexemático, dissertação de doutoramento em Línguas e Literaturas Modernas. Vogal e arguente.

 

V

CONFERÊNCIAS, SEMINÁRIOS, ORAÇÕES DE SAPIÊNCIA

 

Portugal

1. Setúbal, Biblioteca Municipal de Setúbal, 26 de Maio de 1994, conferência “Setúbal Medieval”.

2. Lisboa, Fundação Oriente, 21 de Março de 1995, ciclo “Conferências sobre História de Macau”, conferência “A vida quotidiana dos Portugueses em Macau no século XVII”.

3. Setúbal, Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal, 12 de Novembro de 1996, seminário “D. João II e a Setúbal do final da Idade Média”.

4. Lisboa, Externato de São José, 23 de Junho de 1997, conferência “O que foram os Portugueses fazer a Macau”.

5. Lisboa, Universidade Autónoma de Lisboa, 29 de Janeiro de 1999, conferência “Os perdões de D. António, prior do Crato”, integrada nas actividades do departamento de História, dirigido pelo Prof. Doutor Armando Luís de Carvalho Homem.

6. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 4 de Fevereiro de 1999, dia da Escola Superior de Educação Almeida Garrett, oração de sapiência “A educação em Portugal no tempo de Garrett”.

7. Seia, Instituto Politécnico da Guarda, Escola Superior de Turismo e Telecomunicações, 4 de Março de 2004, conferência “O leite: histórias e tradições”, intregrada nas actividades do Museu do Pão, dirigido pelo Dr. Sérgio Luís Carvalho.

 

Espanha

1. Ceuta, Dirección Provincial del Ministerio de Educación y Cultura en Ceuta, Caja de Madrid, Salón de Actos, 9 de Dezembro de 1997, ciclo “Portugal y Ceuta (1415-1668). Una historia común”, conferência “Ceuta en el siglo XV”.

Brasil

1. Niterói, Rio de Janeiro, Universidade Federal Fluminense, 26 de Agosto de 2005, conferência “Coimbra e a delinquência estudantil (Séculos XVI-XVII)”, integrada nas actividades do grupo de estudos Companhia das Índias – Núcleo de História Ibérica e Colonial na Época Moderna, dirigido pelo Prof. Doutor Ronaldo Vainfas.

 

VI

CONGRESSOS EM QUE APRESENTOU COMUNICAÇÃO

 

 

Portugal

1. Lisboa, Outubro de 1987, Colóquio Internacional Anastácio da Cunha (1744-1787). O Matemático e o Poeta.

2. Setúbal, Novembro de 1987, A Construção Social do Passado.

3. Setúbal, Novembro de 1988, 1º Encontro de Estudos Locais do Distrito de Setúbal.

4. Lisboa, Dezembro de 1988, Arqueologia do Estado. 1ªs Jornadas sobre Formas de Organização e Exercício dos Poderes na Europa do Sul. Séculos XIII-XVIII.

5. Palmela, Março de 1989, 1º Encontro sobre Ordens Militares.

6. Porto, Setembro de 1988, Congresso Internacional Bartolomeu Dias e a sua Época.

7. Porto, Outubro de 1989,  I Congresso Internacional do Barroco.

8. Coimbra, Março de 1990, Congresso História da Universidade.

9. Angra do Heroísmo, Julho de 1990, Os Açores e a Expansão Europeia. III Colóquio Internacional.

10. Setúbal, Novembro de 1990, Simpósio 'Arte e Sociedade na Época Manuelina (1490-1530)'.

11. Guarda, Dezembro de 1990, 1º Encontro Nacional 'Os Descobrimentos Portugueses e os Cronistas'.

12. Porto, Janeiro-Fevereiro de 1991, Congresso O Porto de Fim de Século.

13. Lisboa, Maio de 1992, Missionação Portuguesa e Encontro de Culturas. Congresso Internacional de História.

14. Lisboa, Julho de 1992, Congresso Constituição da Europa Constituições da Europa. Europeísmo e Nacionalismo na História Constitucional Europeia.

15. Funchal, Porto Santo, Las Palmas de Gran Canaria, Santa Cruz de Tenerife e La Gomera, Setembro-Outubro de 1992, III Colóquio Internacional de História da Madeira.

16. Lisboa, Novembro de 1992, Congresso Internacional A Festa no Século XVIII.

17. Évora, Março de 1993, Congresso de História no IV Centenário do Seminário de Évora.

18. Abril de 1993, O Quotidiano na História Portuguesa. Encontro Internacional.

19. Horta (Faial) e Madalena (ilha do Pico), Maio de 1993, Colóquio O Faial e a Periferia Açoriana nos Séculos XV a XIX.

20. Braga, Barcelos e Famalicão, Setembro de 1994, V Colóquio Galaico-Minhoto.

21. Lisboa, Novembro de 1994, XI Congresso Internacional Do Tratado de Tordesilhas ao Tratado de Madrid.

22. Lisboa, Novembro de 1994, O Rosto Feminino da Expansão Portuguesa. Congresso Internacional.

23. Porto, Coimbra e Lisboa, Setembro de 1995, 8º Centenário do Nascimento de Santo António. Congresso Internacional Pensamento e Testemunho.

24. Bragança e Miranda, Outubro de 1996, Congresso de História - Páginas de História da Diocese de Bragança.

25. Guimarães, Outubro de 1996, II Congresso Histórico de Guimarães. D. Afonso Henriques e a sua Época.

26. Horta (Faial) e Velas (ilha de São Jorge), Maio de 1997, Colóquio O Faial e a Periferia Açoriana nos Séculos XV a XX.

27. Lisboa, Novembro de 1997, Congresso Internacional 3.º Centenário do Padre António Vieira.

28. Porto, Novembro de 1997, IV Jornadas Luso-Espanholas de História Medieval. As Relações de Fronteira no Século de Alcañices.

29. Santarém, Março de 1998, Colóquio Santarém na Idade Média.

30. Angra do Heroísmo e Ponta Delgada, Abril de 1999, Portos, Escalas e Ilhéus no Relacionamento entre o Ocidente e o Oriente.

31. Funchal, Setembro 2000, VI Colóquio Internacional de História das Ilhas Atlânticas

32. Braga, Outubro de 2001, VI Encontro Luso-Alemão / 6. Deutsch-Portugiesiche Arbeitsgespräche.

33. Guimarães, Outubro de 2001, III Congresso Histórico de Guimarães. D. Manuel e a sua Época

34. Coimbra, Abril de 2002, Colóquio O Poder Local em Tempo de Globalização. Uma História  e um Futuro

35. Horta (Faial) e Santa Cruz das Flores, Maio de 2002, Colóquio O Faial e a Periferia Açoriana nos Séculos XV a XX. Nos 550 Anos do Descobrimento das Flores e do Corvo.

36. Setúbal, Novembro de 2002, 1.º Encontro sobre Estudos Histórico-Culturais e Desenvolvimento de Setúbal.

37. Braga, Janeiro de 2003, Congresso Internacional Damião de Góis na Europa do Renascimento.

38. Leiria, Novembro de 2004, Congresso Internacional As Cortes e o Parlamento em Portugal. 750 Anos das Cortes de Leiria de 1254..

39. Torres Vedras, Maio de 2005, Encontro de História Turres Veteras VIII. História das Festas.

40. Lisboa, Novembro de 2005, Congresso Internacional O Espaço Atlântico de Antigo Regime: Poderes e Sociedades.

41. Braga, Dezembro de 2005, I Congresso Internacional de História. Territórios, Culturas e Poderes.

42. Lisboa, Maio de 2006, Colóquio Formas e Espaços de Sociabilidade. Contributos para uma História Cultural em Portugal.

43. Guimarães, Outubro de 2006, IV Congresso Histórico de Guimarães. Do Absolutismo ao Liberalismo.

44. Angra do Heroísmo, Praia da Vitória e Ponta Delgada, Abril de 2007, Colóquio O Liberalismo nos Açores. Do Vintismo à Regeneração. O Tempo de Teotónio de Ornelas Bruges (1808-1870).

45. Torres Vedras, Maio de 2007, Encontro Nacional Turres Veteras X. O Sagrado e o Profano.

 

Espanha

1. Granada, Sevilha e Córdova, Abril de 1991, 2º Congreso de Historia de Andalucía.

2. Sevilha, Novembro de 1991, III Jornadas Hispano-Portuguesas de Historia Medieval. La Peninsula Ibérica en la Era de los Descubrimientos (1391-1492).

3. León e Astorga, Abril de 1992, El Monacato Femenino en España, Portugal y America (1492-1992).

4. Cádiz, Novembro de 1992, I Jornadas de Demografía Histórica de Andalucía.

5. Málaga, Dezembro de 1992, Congreso Internacional El Trabajo de las Mujeres. Pasado y Presente.

6. Madrid, Alcalá de Henares, Guadalajara e Pastrana, Julho de 1994, II Congreso Internacional sobre Caminería Hispánica.

7. Las Palmas de Gran Canaria e Puerto de la Cruz (Tenerife), Outubro de 1995, IV Coloquio de Historia de las Islas del Atlántico.

8. Granada, Maio de 2000, Congreso Internacional Carlos V. Europeísmo y Universalidad

9. Ceuta, Setembro de 2004, VII Jornadas de Historia de Ceuta. La Vida Quotidiana en Ceuta a través de los Tiempos

 

França

1. Rennes, Outubro de 1999, Colloque Les Îles Atlantiques: Réalités et Imaginaire

 

Alemanha

1. Köln, Outubro de 1998, V. Deutsch-Portugiesisches Arbeitsgespräch Portugal, Indien und Deutschland.

Brasil

1. Rio de Janeiro, Julho de 1999, III Encontro Internacional de Estudos Medievais

2. Belo Horizonte, Julho de 2001, IV Encontro Internacional de Estudos Medievais

3. Salvador, Julho de 2003, V Encontro Internacional de Estudos Medievais

4. Feira de Santana (Baía), Agosto de 2005, I International Congress of Female Slavery, Orphanage and Poverty in the Portugueses Colonial Empire (16th-20th) /. Escravatura, Orfandade e Pobreza Feminina no Império Colonial Português (séculos XVI a XX)

 

VII

ACTIVIDADE DOCENTE

 

1. Leccionou, na qualidade de professor contratado de nomeação provisória, em escolas do ensino secundário de Lisboa, Setúbal e Palmela, ministrando as disciplinas de História, Geografia e Antropologia Cultural a alunos do 7.º, 8.º, 9.º , 10.º e 11.º anos (anos lectivos de 1987-1988, 1988-1989, 1989-1990 e 1991-1992).

2. No ano lectivo de 1991-1992 leccionou a disciplina de História da Educação, na Escola Superior de Educação João de Deus, em Lisboa, aos cursos de Educadores de Infância e Professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico.

3. No ano lectivo de 1997-1998 iniciou funções docentes, em regime de contrato anual de prestação de serviços, na Escola Superior de Educação de Almeida Garrett, em Lisboa, instituição de que é titular a COFAC – Cooperativa de Formação e Animação Cultural, CRL –, fazendo parte do chamado Grupo Lusófona, projecto de ensino superior desenvolvido em torno da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

A 1 de Março de 1999 foi contratado pela mesma cooperativa como professor adjunto em regime de tempo integral e dedicação exclusiva da referida Escola Superior de Educação de Almeida Garrett. Desde 18 de Janeiro de 1999 desempenha as funções de coordenador científico do grupo disciplinar de História e Geografia e de presidente do júri de equivalências e exames e, desde 1 de Agosto de 2001, as de coordenador do Curso de Professores do 2.º Ciclo do Ensino Básico, variante de Português, História e Ciências Sociais.

Nesse estabelecimento de ensino, tem leccionado as disciplinas de Pré-História, ao curso de Professores do 2.º Ciclo do Ensino Básico, variante Português, História e Ciências Sociais (anos lectivos de 1997-1998, 1998-1999 e 1999-2000); de Temas de História de Portugal, ao curso de complemento de formação científica e pedagógica para professores do 1.º ciclo do ensino básico (anos lectivos de 1998-1999, 1999-2000 e 2000-2001); de História de Portugal, aos cursos de Professores do 2.º Ciclo do Ensino Básico, variantes de Português, História e Ciências Sociais (anos lectivos de 1999-2000, 2003-2004, 2004-2005, 2005-2006 e 2006-2007), Matemática e Ciências da Natureza  (anos lectivos de 1999-2000 e 2001-2002) e Educação Física (ano lectivo de 1999-2000) e de Professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico (anos lectivos de 2000-2001, 2001-2002, 2002-2003, 2003-2004, 2004-2005, 2005-2006 e 2006-2007, todos em que a disciplina tem funcionado); de História Geral, ao curso de Professores do 2.º Ciclo do Ensino Básico, variante de Português, História e Ciências Sociais (anos lectivos de 2000-2001, 2001-2002, 2002-2003, 2003-2004, 2005-2006, 2006-2007 e 2007-2008); de História do Ensino Primário em Portugal, ao curso de Professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico (anos lectivos de 2000-2001, 2002-2003, 2003-2004, 2004-2005 e 2005-2006, todos em que a disciplina tem funcionado); de Questões Sociais Contemporâneas, ao curso de complemento de formação científica e pedagógica para educadores de infância (ano lectivo de 2005-2006); de Seminário Interdisciplinar I, ao curso de Educação de Infância (ano lectivo de 2006-2007); de Investigação em Educação, ao curso de Educação de Infância (ano lectivo de 2006-2007); e de História de Portugal I, ao curso de Educação Básica (ano lectivo de 2007-2008).

4. Nos anos lectivos de 1997-1998 e de 1998-1999 leccionou um seminário sobre a Sócio-História dos Processos e Situações de Exclusão na Sociedade Portuguesa, integrado no curso de pós-graduação em Sociologia, especialidade Exclusão Social, na Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões.

5. Entre Março e Maio de 2007 ministrou um curso livre de Paleografia na Escola de Artes da Universidade Católica Portuguesa.

 


VIII

ACTIVIDADE COMO FORMADOR

 

Desde 16 de Julho de 2003 encontra-se registado como formador pelo Conselho Científico-Pedagógico de Formação Contínua, nas seguintes áreas: A39 História / História de Portugal; 158 História Económica e Social; D04 História das Civilizações.

Tem, pelo mesmo Conselho, aprovada a acção de formação Portugal em tempos de União Ibérica (1580-1640), CCPFC / ACC 48220 / 07, válida até 16 de Março de 2010, e integrada nas actividades do Centro de Formação de Professores de Portimão.

 

IX

TRABALHOS PUBLICADOS

 

Livros

1. A Inquisição nos Açores, Ponta Delgada, Instituto Cultural de Ponta Delgada, 1997. – 624 pp.

2. Ceuta Portuguesa (1415-1656), Ceuta, Instituto de Estudios Ceuties, 1998 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga). – 258 pp.

3. Setúbal Medieval. Séculos XIII a XV, Setúbal, Câmara Municipal de Setúbal, 1998. – 522 pp.

4. História dos Cães em Portugal. Das Origens a 1800, Lisboa, Hugin, 2000. – 158 pp.

5. D. João III, Lisboa, Hugin, 2002. – 202 pp.

6. Coimbra e a Delinquência Estudantil (1580-1640), Lisboa, Hugin, 2003. – 128 pp.

7. Do Crime ao Perdão Régio (Açores, Séculos XVI-XVIII), Ponta Delgada, Instituto Cultural de Ponta Delgada, 2003. – 124 pp.

8. Leite. Biografia de um Género Alimentar, Sintra, Colares, 2004. – 136 pp.

9. Portugueses no Estrangeiro, Estrangeiros em Portugal, Lisboa, Hugin, 2005. – 310 pp.

10. D. Pedro II. Uma Biografia, Lisboa, Tribuna da História, 2006. – 320 pp.

11. A Princesa na Sombra. D. Maria Francisca Benedita (1746-1829), Lisboa, Colibri, Torres Vedras, Câmara Municipal, 2007. – 156 pp.

 

Edição de Textos

1. Maria Amália Vaz de Carvalho, Arte de Viver na Sociedade, estudo e actualização do texto de Isabel M. R. Mendes Drumond Braga e Paulo Drumond Braga, Sintra, Colares, 2004 – 168 pp.

 

Artigos em revistas

Portugal

1. “Alfredo Pimenta e 1383-1385”, Boletim de Trabalhos Históricos, vol. XXXVIII, Guimarães, Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, 1987, pp. 48-60

2. “Um grande senhor da primeira metade do século XV. D. Fernando, filho de D. João I”, História, ano X, nº 108, Lisboa, Projornal, Maio de 1988, pp. 80-89.

3. “A casa senhorial do infante D. Fernando, filho de D. João I”, História, ano X, nº 112, Lisboa, Projornal, Setembro de 1988, pp. 66-75.

4. “Privilégios concedidos pelo regente D. Pedro aos apaniguados de seu irmão D. Fernando”, Revista da Biblioteca Nacional, série 2, vol. 4, nº 1, Lisboa, Janeiro-Junho de 1989, pp. 143-148

5. “O regimento excepcional da aposentadoria da vila de Setúbal de 1471”, Boletim de Trabalhos Históricos, vol. XL, Guimarães, Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, 1989, pp. 129-137

6. “A 'Excelente Senhora', D. Joana, em Portugal (1479-1530). Dados para um estudo”, Revista de Ciências Históricas, vol. IV, Porto, Universidade Portucalense Infante D. Henrique, 1989, pp. 247-254

7. “Alguns profissionais da escrita em Torres Novas no ano de 1477”, Boletim Cultural da Assembleia Distrital de Santarém, n.º 2, Santarém, 1989, pp. 77-86

8. “Itinerários do príncipe D. João, herdeiro do trono português: 1477-1478”, Revista da Biblioteca Nacional, série 2, vol. 5, nº 2, Lisboa, Julho-Dezembro, 1990, pp. 7-19

9. “Documentos sobre Aljezur nos finais da Idade Média”, Espaço Cultural, ano V, nº 5, Aljezur, Câmara Municipal de Aljezur, Dezembro de 1990, pp.121-128.

10. “Uma fidalga portuguesa dos finais da Idade Média: D. Catarina de Albuquerque”, Boletim de Trabalhos Históricos, vol. XLI, Guimarães, Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, 1990, pp. 49-60

11. “Simão Coelho, escravo negro, perante a Inquisição de Évora (1571-1572)”, Revista de Ciências Históricas, vol. V, Porto, Universidade Portucalense Infante D. Henrique, 1990, pp. 205-211

12. “Três cartas de alforria passadas por D. Jorge, filho de D. Jorge”, Africana, III ano, nº 9, Porto, Universidade Portucalense, Centro de Estudos Africanos, Setembro de 1991, pp. 175-181

13. “Um caso de alforria em Portalgre nos começos do século XVI”, A Cidade, nova série, nº 6, Portalegre, 1991, pp. 85-88

14. “A crise dos estabelecimentos de assistência aos pobres nos finais da Idade Média”, Revista Portuguesa de História, tomo XXVI, Coimbra, Universidade de Coimbra, Faculdade de Letras, Instituto de História Económica e Social, 1991, pp. 175-190.

15. “Merceeiros de Torres Novas nos finais da Idade Média”, Arquivos do Centro Cultural Português, Lisboa, Paris, Fundação  Calouste Gulbenkian, 1991, pp. 417-431.

16. “A habilitação de D. Agostinho de Lencastre, Português, para a Inquisição de Toledo (1680)”, Revista de História, vol. XI, Porto, Universidade do Porto, Centro de História, Instituto Nacional de Investigação Científica, 1991, pp. 149-156

17. “Animais domésticos numa vila açoreana de Quinhentos: coexistência pacífica ou confronto?”, Boletim do Núcleo Cultural da Horta, vol. X, Horta, 1991-1992, pp. 57-63

18. “O sismo de 1614 na Ilha Terceira”, Islenha, nº 10, Funchal, Direcção-Regional dos Assuntos Culturais, Janeiro-Junho de 1992, pp. 78-81.

19. “Dádivas de açúcar madeirense a conventos e mosteiros portugueses e castelhanos (Reinados de D. Manuel e de D. João III)”, Islenha, nº 11, Funchal, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, Julho-Dezembro de 1992, pp. 53-58.

20. “Pólos da acção governativa de D. João I durante a sua passagem por Trás-os-Montes (1387)”, Brigantia, vol. XII, nº 3, Bragança, Assembleia Distrital de Bragança, Julho-Dezembro de 1992, pp. 75-83

21. “Dois surtos de peste em Lisboa: 1579-1581”, Revista da Biblioteca Nacional, série 2, vol. 7, nº 2, Lisboa, Julho-Dezembro de 1992, pp. 7-22

22. “Um polaco em Portugal nos finais do séc. XV: Nicolaus Von Poplau”, Biblos, vol. LXVIII, Coimbra, Universidade de Coimbra, 1992, pp.405-419

23. “Novos dados para a biografia de D. Frei Amador Arrais”, Gil Vicente, nº 27, Guimarães, Julho-Dezembro de 1992, pp. 10-16.

24. “Da gestão de um património: análise da chancelaria da Rainha D. Maria, mulher de D. Manuel I”, Beira Alta, vol. LI, fasc. 1 e 2, Viseu, Assembleia Distrital de Viseu, 1992, pp. 71-83

25. “O problema do alojamento das tropas espanholas em Setúbal durante o período filipino”, Revista Militar, II século, ano 45º, nº 3, Lisboa, Março de 1993, pp. 179-194.

26. “O municipio de Setúbal e a saúde pública na segunda metade do século XVI”, Vértice, II série, nº 56, Lisboa, Setembro-Outubro de 1993, pp. 123-125

27. “Carta de D. Manuel I a Carlos V sobre a rebelião de Lutero (1521)”, Itinerarium, ano XXXIX, nº 145, Lisboa, Janeiro-Abril de 1993, pp. 33-43

28. “Pólos da acção governativa de D. Duarte durante a sua estada em Avis (1438)”, A Cidade, nova série, nº 8, Portalegre, 1993, pp. 135-151

29. “Barcas de passagem em Portugal durante a Idade Média. Elementos para o seu estudo”, Arquivos do Centro Cultural Português, vol. XXXII, Lisboa, Paris, Fundação Calouste Gulbenkian, 1993, pp. 373-388

30. “Da protecção aos desfavorecidos na Madeira nos reinados de D. João II e D. Manuel: cativos e órfãos”, Islenha, nº 13, Funchal, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, Julho-Dezembro de 1993, pp. 74-80

31. “Dádivas de açúcar madeirense a membros da família real portuguesa (reinados de D. Manuel e D. João III)”, Gil Vicente, nº 28, Guimarães, 1993, pp. 23-30

32. “Dados para o estudo da homossexualidade em Portugal no século XVII: o processo inquisitorial de Manuel de Andrade”, Vértice, II série, nº 58, Lisboa, Janeiro-Fevereiro de 1994, pp. 126-129

33. “O mito do 'Infante Santo'”, Ler História, nº 25, Lisboa, Centro de Estudos de História Contemporânea, 1994, pp. 3-10

34. “O ataque à ilha da Madeira em 1566”, Islenha, nº 14, Funchal, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, Janeiro-Junho de 1994, pp. 81-90 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

35. “Participação da Catalunha e de Aragão na guerra entre Castela e Portugal (1662-1665)”, Revista Militar, II século, ano 46º, nº 9, Lisboa, Setembro de 1994, pp. 923-933 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

36. “Setúbal e a Guerra da Restauração (Breves notas)”, Revista de Ciências Históricas, vol. VIII, Porto, Universidade Portucalense Infante D. Henrique, 1993, pp. 97-103

37. “Protecção régia à capela da infanta D. Constança, mulher de D. Pedro I”, Revista da Biblioteca Nacional, série 2, vol. 9, nº 2, Lisboa, Julho-Dezembro de 1994, pp. 7-19

38. “Fornecimentos de pergaminho, papel e tinha a diversos serviços da administração (Fevereiro de 1521)”, Revista Portuguesa de História, tomo XXIX, Coimbra, Universidade de Coimbra, Faculdade de Letras, Instituto História Económica e Social, 1994, pp. 213-229

39. “Preces públicas no Reino pela saúde de D. Maria I (1792)”, Revista da Faculdade de Letras. História, II série, vol. XI, Porto, Universidade do Porto, 1994, pp. pp. 215-225

40. “O embarque de cristãos-novos para o estrangeiro. Um delito na Inquisição de Lisboa (1541-1550)”, Gil Vicente, nº 29, Guimarães, 1994, pp. 26-32 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

41. “As duas mortes de D. Manuel: o rei e o homem”, Penélope, n.º 14, Lisboa, Cosmos, 1994, pp. 11-22 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

42. “Da defesa militar de Ceuta (1415-1580)”, Revista Militar, II século, vol. 47, n.º 3, Lisboa, Março de 1995, pp. 157-192

43. “Um solicitante na Inquisição de Coimbra no século XVII: o Padre António Dias”, Vértice, II série, nº 66, Lisboa, Maio-Junho de 1995, pp. 97-100 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

44. “Protecção régia ao Convento de Santa Ana de Leiria  (séculos XV-XVI)”, Leiria-Fátima, ano III, n.º 8, Leiria, Seminário Diocesano de Leiria, Maio-Agosto de 1995, pp. 379-387 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

45. “Exéquias por alma de D. João I em algumas instituições religiosas lisboetas do século XVI”, Revista de Ciências Históricas, vol. X, Porto, Universidade Portucalense, 1995, pp. 235-244

46. “Apontamentos sobre a antroponímia da família real portuguesa (séculos XV e XVI)”, Brigantia, vol. XV, nºs. 2-3-4, Bragança, Abril-Dezembro de 1995, pp. 49-55.

47. “Dois casos de homossexualidade feminina no Portugal quinhentista”,  Vértice, II série, nº 72, Lisboa, Maio-Junho de 1996, pp. 87-90

48. “Esmoler mor e esmoler menor do Reino. Nótulas sobre funções de corte (séculos XIII-XVII)”, Itinerarium, ano XLI, n.º 153, Lisboa, Setembro-Dezembro de 1995, pp. 491-504

49. “Um ataque frustrado de piratas argelinos à ilha do Corvo em 1632”, Boletim do Núcleo Cultural da Horta, vol. XI, Horta, 1993-1995, pp. 125-134

50. “A lâmpada instituída em Santiago de Compostela por D. Manuel: um aspecto das relações luso-galegas no século XVI”, Estudos Regionais, n.º 17, Vianja do Castelo, Centro de Estudos Regionais, Dezembro de 1996, pp. 75-81

51. “D. Joana de Áustria (1535-1573): uma releitura da sua intervenção na vida portuguesa”, Arquivos do Centro Cultural Calouste Gulbenkian, vol. XXXV, Lisboa-Paris, 1996, pp. 231-242

52. “Uma confraria da Inquisição: a irmandade de São Pedro Mártir (breves notas)”, Arquipélago. História, 2.ª série, vol. II, Ponta Delgada, Universidade dos Açores, 1997, pp. 449-458

53. “Merceeiros de Torres Vedras (século XV)”, Eborensia, n.º 19-20, Évora, Instituto Superior de Teologia de Évora, 1997, pp. 181-184

54. “Soldados portugueses ao serviço da Holanda nos anos 50 do século XVII”, Revista Militar, II século, vol. 49, n.º 10, Lisboa, Outubro de 1997, pp. 893-899

55. “Da diáspora de um cristão-novo brigantino”, Brigantia, vol. XVIII, n.º 3-4, Bragança, Julho-Dezembro de 1998, pp. 111-114

56. “Breves reflexões em torno de um livro sobre a Lisboa seiscentista”, Biblioteca, n.º 1-2, Lisboa, Câmara Municipal, Dezembro de 1998, pp. 106-198

57. “A Inquisição e os soldados dos presídios açorianos (1592-1619)”, Arquipélago. História, 2.ª série, vol. III, Ponta Delgada, Universidade dos Açores, 1997, pp. 55-64

58. “Os perdões de D. António, Prior do Crato”, Brigantia, vol. XIX, n.º 3-4, Bragança, Assembleia Distrital, Julho-Dezembro de 1999, pp. 47-57.

59. “A Madeira e o perdão régio (1642-1704)”, Islenha, n.º 28, Funchal, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, Janeiro-Junho de 2001, pp. 76-83

60. “Açorianos no Brasil. A perspectiva inquisitorial”, Islenha, n.º 29 Funchal, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, Julho-Dezembro de 2001, pp. 55-60.

61. “As praças portuguesas do Norte de África e o perdão régio no período filipino”, Biblos, vol. LXXVII, Coimbra, 2001, pp. 173-185 [publicado novamente: Economia, Sociedade e Poderes. Estudos em Homenagem a Salvador Dias Arnaut, Vila Nova de Gaia, Ausência, 2004, pp. 359-371].

62. “Bombardeiros alemães no Portugal de D. Manuel I”, Revista Militar, II série, 54.º vol., n.º 11, Novembro de 2002, pp. 807-813 [publicado novamente: Portugal-Alemanha-Brasil. Actas do VI Encontro Luso-Alemão. 6. Deutsch-Portugiesisches Arbeitsgespräch, vol. I, [Braga], Universidade do Minho, Centro de Estudos Humanísticos, 2003, pp.49-56].

63. “A Madeira e o perdão régio (1558-1578)”, Islenha, n.º 33, Funchal, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, Julho-Dezembro, 2003, pp. 32-42 (em colaboração com Isabel Drumond Braga).

64. “Os Açores e o perdão régio (da entronização do cardeal D. Henrique à batalha de Alcântara)”, Atlântida, vol. XLVIII, Angra do Heroísmo, Instituto Açoriano de Cultura, 2003, pp. 163-169.

65. “Comércio alimentar na Lisboa pombalina”, Revista Portuguesa de História, tomo XXXVI, vol. 2, Coimbra, Universidade de Coimbra, Faculdade de Letras, Instituto de História Económica e Social, 2002-2003, pp. 5-14.

66. “Simão Gomes, um terceirense que desviou ouro do Brasil”, Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, vol. LXI, Angra do Heroísmo, 2003, pp. 275-281.

67. “Mulheres criminosas, mulheres perdoadas (Cabo Verde e São Tomé. Século XVI)”, Islenha, n.º 38, Funchal, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, Janeiro-Junho de 2003, pp. 98-105.

68. “Portugal e a sagração de Luís XV numa obra francesa de 1723”, Brigantia, vol. XXVI, n.º 1/2/3/4, Bragança, Assembleia Distrital, 2006, pp. 953-961.

69. “A mesa do marquês de Viana em meados de oitocentos”, Lusíada. História, série II, n.º 3, Lisboa, Universidade Lusíada, 2006, pp. 105-123 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga).

 

Espanha

1. “Portugal e o cativeiro do Infante D. Fernando (1437-1443)”, Al-Qantara, vol. XIII, fasc. 1, Madrid, Instituto de Filologia do Consejo Superior de Investigaciones Cientificas,  1992, pp. 47-61

2. “Mercadorias defesas de Portugal para Castela durante a Idade Média”, Hispania, vol. LII / 3, nº 182, Madrid, Consejo Superior de Investigaciones Cientificas, Centro de Estedios Historicos, Setembro-Dezembro de 1992, pp. 1057-1072

3. “Um documento de 1478 sobre um caminheiro de Ceuta: Amadis Gonçalves”, Cuadernos del Archivo Municipal de Ceuta, ano IV, nº 8, Ceuta, Ayuntamiento de Ceuta, 1994, pp. 61-65.

4. “Dois luso-genoveses na Inquisição de Lisboa no século XVII”, Revista de la Inquisición, nº 4, Madrid, Universidade Complutense de Madrid, 1995, pp. 123-132

 

Brasil

1. “Os reis e o sexo na Idade Média portuguesa”, Signum, n.º 6, São Paulo, Associação Brasileira de Estudos Medievais, 2004, pp. 13-43.

 

Comunicações a Congressos

Portugal

1. “A simbologia do poder nas  moedas medievais portuguesas”, in Arqueologia do Estado.  Actas das 1ª s Jornadas sobre Formas de Organização e Exercício dos Poderes na Europa do Sul. Séculos XIII-XVIII, vol. II (Comunicações), Lisboa, História & Crítica, 1988, pp. 639-647.

2. “Mecanismos de propaganda do poder real no reinado de D. João II. Subsídios”, in Congresso Internacional Bartolomeu Dias e a Sua Época. Actas, vol. I (D. João II e a Política Quatrocentista), Porto, Universidade do Porto, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1989, pp. 263-297

3. “A reserva venatória na região de Setúbal durante a Idade Média”, in Actas do 1º Encontro de Estudos Locais do Distrito de Setúbal, vol. I, [Setúbal], Instituto Politécnico de Setúbal, Escola Superior de Educação, 1990, pp. 297-334.

4. “Comportamentos colectivos perante a doença régia em Portugal em meados do séc. XVIII”, in Anastácio da Cunha. 1744/1787. O Matemático e o Poeta. Actas do Colóquio Internacional seguidas de uma Antologia de Textos, [Lisboa], Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1990, pp. 261-279.

5. “O processo de Joana Gomes, cristã-nova, angrense, na Inquisição de Lisboa (1593-1594)”, Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, vol. XLIII, Angra do Heroísmo, 1990 [distribuído em 1994], pp.  363-375

6. “O Doutor Rui Boto, homem da burocracia régia e Mestre do Estudo geral de Lisboa”, in Universidade(s). História. Memória. Perspectivas. Actas do Congresso "História da Universidade" (No 7º Centenário da sua Fundação). 5 a 9 de Março de 1990, vol. III, Coimbra, [s.n.], 1991, pp. 99-106.

7. “A doença de D. João V como tema de oratória barroca: o problema da 'cura' ”, in I Congresso Internacional do Barroco. Actas, vol. I, Porto, Reitoria da Universidade do Porto, Governo Civil do Porto, 1991, pp. 167-175

8. “A construção corrente na região de Palmela nos finais da Idade Média”, in As Ordens Militares em Portugal. Actas do 1º Encontro sobre  Ordens Militares. Palmela, 3, 4 e 5 de Março de 1989, [Palmela], Câmara Municipal de Palmela, 1991, pp. 143-155

9. “Da parcelarização do passado pelo Estado Novo: o caso dos selos postais”, in Actas do Encontro "A Construção Social do Passado". 27, 28 Nov. 1987, [Lisboa], Associação dos Professores de História, 1992, pp. 263-274.

10. “Uma vila medieval em Cortes: Setúbal (1383-1498)”, in Constituição da Europa, Constituições da Europa. Europeísmo e Nacionalismo na História Constitucional Portuguesa. Congresso, coordenação de Maria Helena Carvalho dos Santos, Lisboa, Comissão Internacional para a História das Assembleias de Estados e dos Parlamentos, Secção Portuguesa, Assembleia da República, 1992, pp. 89-101.

11. “As touradas em Portugal no Século XVIII segundo alguns relatos de viajantes estrangeiros”, in A Festa. Comunicações apresentadas ao VIII Congresso Internacional, coordenação de Maria Helena Carvalho dos Santos, Lisboa, Sociedade Portuguesa de Estudos do Século XVIII, Universitária Editora, 1992, pp. 649-666.

12. “Os Trinitários e o resgate de cativos. O caso de 1728-1729”, in Congresso Internacional de História Missionação Portuguesa e Encontro de Culturas. Actas, vol. III (Igreja, Sociedade e Missionação), Braga, Universidade Católica Portuguesa, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, Fundação Evangelização e Culturas, 1993, pp. 483-489

13. “A actividade diocesana de D. Martinho de Portugal na arquidiocese funchalense”, in Actas. III Colóquio Internacional de História da Madeira, Funchal, Secretaria Regional da Educação e Cultura, Centro de Estudos de História do Atlântico, 1993, pp. 557-562

14. “Perdões concedidos a moradores em Évora no reinado de D. João IV”, in Congresso de História no IV Centenário do Seminário de Évora. Actas, vol. I, Évora, Instituto Superior de Teologia, Seminário Maior de Évora, 1994, pp. 529-538.

15. “A criminalidade nos Açores no reinado de D. Sebastião: delitos e perdões”, in O Faial e a Periferia Açoriana nos Séculos XV a XIX, Horta, Núcleo Cultural da Horta, 1995, pp. 523-543 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

16. “D. Maria de Eça, capitoa de Ceuta nos meados do século XVI”, in O Rosto Feminino da Expansão Portuguesa. Congresso Internacional. Actas, vol. I, Lisboa, Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres, 1995, pp. 433-437

17. “Santo António na terra, Santo António no mar. Breve estudo das invocações antonianas”, in Congresso Internacional Pensamento e Testemunho. 8.º Centenário do Nascimento de Santo António. Actas, vol. II, Braga, Universidade Católica Portuguesa, Família Franciscana Portuguesa, 1996, pp. 1043-1049 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

18. “Jerónimo de Sousa por terras de Trás-os-Montes, em 1583”, in Páginas da História da Diocese de Bragança-Miranda. Congresso Histórico. 450 Anos da Fundação. Actas, Bragança, Comissão de Arta Sacra de Bragança-Miranda, 1997, pp. 787-804 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga).

19. “Correntes migratórias açorianas na época moderna. Alguns aspectos”, in História das Ilhas Atlânticas. Actas do IV Congresso Internacional de História das Ilhas Atlânticas, vol. II (Arte, Comércio, Demografia, Literatura), Funchal, Centro de Estudos de História do Atlântico, Secretaria Regional do Turismo e Cultura, 1997, pp. 375-384

20. “D. Afonso Henriques na História de Portugal de Alexandre Herculano”, in Actas do 2.º Congresso Histórico de Guimarães, vol. III (D. Afonso Henriques na História e na Arte), Guimarães, Câmara Municipal de Guimarães, Universidade do Minho, [1997], pp. 269-276

21. “Atribulações de um falsário português no Brasil colonial”, in Do Tratado de Tordesilhas (1494) ao Tratado de Madrid (1750). Comunicações apresentadas no XI Congresso Internacional, Lisboa, s.n., 1997, pp. 397-310

22. “Uma família faialense ao serviço da Inquisição”, in O Faial e a Periferia Açoriana nos Sécs. XV a XX. Actas do Colóquio, Horta, Núcleo Cultural da Horta, 1998, pp. 185-189

23. “Uma rainha de Portugal no tempo de Vieira”, in Terceiro Centenário da Morte do Padre António Vieira. Congresso Internacional, vol. I, Braga, Universidade Católica Portuguesa, Província Portuguesa da Companhia de Jesus, 1999, pp. 377-390

24. “Casamentos reais portugueses. Um aspecto do relacionamento ibérico e europeu (séculos XII-XIV)", in IV Jornadas Luso-Espanholas de História Medieval. As Relações de Fronteira no Século de Alcañices. Actas, vol. II, Porto, Universidade do Porto, Faculdade de Letras, 2000, pp. 1531-1537.

25. “Migrações açorianas em setecentos. O contributo das fontes inquisitoriais”, in Portos, Escalas e Ilhéus no Relacionamento entre o Ocidente e o Oriente. Actas do Congresso Internacional comemorativo do Regresso de Vasco da Gama a Portugal, vol. II, [Ponta Delgada], Universidade dos Açores, [Lisboa], Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 2001, pp. 57-71

26. “Os seguidores de Lutero no Portugal de Quinhentos”, in Congresso Internacional Damião de Góis na Europa do Renascimento. Actas, Braga, Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Filosofia, 2003, pp. 199-208

27. “O Faial e o perdão régio (1587-1635)”, in O Faial e a Periferia Açoriana nos Séculos XV a XX. Nos 550 anos do Descobrimentos das Flores e do Corvo, Horta, Núcleo Cultural da Horta, 2004, pp. 65-72.

28. “Leonor de Habsburgo, a terceira mulher de D. Manuel”, in III Congresso Histórico de Guimarães. D. Manuel e a sua Época. Actas, vol. I, [Guimarães], Câmara Municipal de Guimarães, 2004, pp. 115-126.

29. “Homens e animais, uma convivência difícil. As preocupações camarárias (séculos XVI-XVIII)”, in O Poder Local em Tempo de Globalização. Uma História e um Futuro. Comunicações, Viseu, Palimage, 2005, pp. 399-409.

30. “O reino em festa: o casamento do príncipe D. Pedro com Leopoldina de Habsburgo”, in Turres Veteras VIII. História das Festas, Torres Vedras, Câmara Municipal de Torres Vedras, [Lisboa], Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, Instituto de Estudos Regionais e do Municipalismo Alexandre Herculano, Edições Colibri, 2006, pp. 215-222.

31. “O juramento dos herdeiros do trono em Cortes (séculos XIV-XVII)”, in As Cortes e o Parlamento em Portugal. 750 Anos das Cortes de Leiria de 1254. Actas do Congresso Internacional, [Lisboa], Assembleia da República, 2006, pp. 245-259 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga).

 

Espanha

1. “Mercês régias outorgadas ao Convento de Santa Clara de Coimbra nos reinados de D. Dinis a D. Manuel I”, in I Congreso Internacional del Monacato Femenino en España, Portugal y America. 1492-1992, tomo II, León, Universidade de León, 1993, pp. 667-673

2. “Andaluzes em Tânger (Séculos XVI-XVII)”, in Actas del II Congreso de Historia de Andalucía. Andalucía Moderna, vol. I, Córdova, Consejería de Cultura de la Junta de Andalucía, Obra Social y Cultural Cajasur, 1995, pp. 551-559 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

3. “O trabalho das religiosas do Convento de Jesus de Aveiro no século XV”, in El Trabajo de las Mujeres. Pasado y Presente. Actas del Congreso Interdisciplinar del Seminario de Estudios Interdisciplinarios de la Mujer, coordenação de María Dolores Ramos Palomo e María Teresa Vera Balanza, tomo II, Málaga, Diputación Provincial, 1996, pp. 201-206

4. “Âmbito geográfico dos milagres medievais portugueses”, in Caminería Hispánica. Actas del II Congreso Internacional de Caminería Hispánica, tomo II (Caminería Histórica), Madrid, Patronato Arcipreste de Hita, Asociación Técnica de Carreteras, 1996, pp. 619-623.

5. “Migração, emigração e imigração de e para Setúbal nos finais da Idade Média”, in La Península Ibérica en la Era de los Descubrimientos. 1391-1492. Actas. III Jornadas Hispano-Portuguesas de Historia Medieval, vol. II, Sevilha, Consejaría de Cultura, 1997, pp. 1323-1329

6. “Ceuta en el siglo XV”, in I Jornadas de Historia de Ceuta. Portugal y Ceuta: una História Común. 1415-1668. Homenaje a Alberto Baeza Herrazti, Ceuta, Instituto de Estudios Ceutíes, 2001, pp. 63-89 [publicado novamente: El Faro, Ceuta, 6 de Outubro de 2002, p. 11; 13 de Outubro de 2002, p. 11; 20 de Outubro de 2002, p. 11; 3 de Novembro de 2002, p. 11; 17 de Novembro de 2002, p. 11; 24 de Novembro de 2002, p. 11; 1 de Dezembro de 2002, p. 11; 8 de Dezembro de 2002, p. 11; 15 de Dezembro de 2002, p. 11; 22 de Dezembro de 2002, p. 11; 29 de Deembro de 2002, p. 11]

7. “Carlos V na historiografia portuguesa de oitocentos”, in Carlos V. Europeísmo y Universalidad, vol. I (La Figura de Carlos V), Madrid, Sociedad Estatal para la Conmemoración de los Centenários de Felipe II y Carlos V, 2001, pp. 115-123.

 

Alemanha

1. “Alemães na Lisboa seiscentista. As conversões ao catolicismo”, Portugal, Indien und Deutschland / Portugal, Índia e Alemanha. Akten der V. Deutsch-Portugiesischen Arbeitsgespräche / Actas do V Colóquio Luso-Alemão, Köln, Universität zu Köln, Zentrum Portugiesischsprachige Welt, Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, Centro de Estudos Históricos, 2000, pp. 421-433 [publicado novamente: Olisipo, II série, n.º 12 (especial), Lisboa, Amigos de Lisboa, Março de 2000, pp. 86-95].

 

 

França

1. “A Inquisição num espaço insular : os Açores”, in Les Îles Atlantiques: Réalités et Imaginaire. Actes du Colloque, textos reunidos e apresentados por Françoise Massa, Rennes, Université Haute Bretagne Rennes 2, Equipe de Recherches Interdisciplinaires en Langues Romanes, 2001, pp. 111-117.

 

Brasil

1. “Estrangeiros em Portugal no reinado de D. João II. As cartas de naturalização”, in Atas. III Encontro Internacional de Estudos Medievais da ABREM, Rio de Janeiro, Ágora da Ilha, 2001, pp. 268-276 [publicado novamente: Olisipo, II série, n.º 17, Lisboa, Amigos de Lisboa, Julho-Dezembro de 2002, pp. 157-163].

2. “Os cães na Idade Média portuguesa”, in IV Encontro Internacional de Estudos Medievais. Anais, Belo Horizonte, Pontifícia Universisade Católica de Minas Gerais, 2003, pp. 168-176.

 

Estudos em obras colectivas

Portugal

1. “A expansão no Norte de África”, in A Expansão Quatrocentista, coordenação de A. H. de Oliveira Marques ( = Nova História da Expansão Portuguesa, direcção de Joel Serrão e A. H. de Oliveira Marques, vol. II), Lisboa, Estampa, 1998, pp. 235-357

2. “A conjuntura”, in Portugal do Renascimento à Crise Dinástica, coordenação de João José Alves Dias ( = Nova História de Portugal, direcção de Joel Serrão e A. H. de Oliveira Marques, vol. V), Lisboa, Presença, 1998, pp. 689-760 (em colaboração com João José Alves Dias e Isabel M. R. Mendes Drumond Braga)

3. “A vida quotidiana”, in História dos Portugueses no Extremo Oriente, direcção de A. H. de Oliveira Marques, vol. I, tomo I (Em Torno de Macau), Lisboa, Fundação Oriente, 1998, pp. 519-560.

4. “Os forçados das galés. Percursos de um grupo marginalizado”, in Carlos Alberto Ferreira de Almeida In Memoriam, vol. I, Porto, Universidade do Porto, Faculdade de Letras, 1999, pp. 187-200

5. “A organização administrativa”, in História dos Portugueses no Extremo Oriente, direcção de A. H. de Oliveira Marques, vol. III (Macau e Timor do Antigo Regime à República), Lisboa, Fundação Oriente, 2000, pp. 299-310.

6. “A vida quotidiana”, in História dos Portugueses no Extremo Oriente, direcção de A. H. de Oliveira Marques, vol. II (Macau e Timor. O Declínio do Império), Lisboa, Fundação Oriente, 2001, pp. 461-491

7. “Estrangeiros ao serviço da Inquisição portuguesa”, in Estudos em Homenagem a João Francisco Marques, vol. I, Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2001, pp. 253-260.

8. “Igreja, igrejas e culto”, in Portugal da Paz da Restauração ao Ouro do Brasil, coordenação de Avelino de Freitas de Meneses ( = Nova História de Portugal, direcção de Joel Serrão e A. H. de Oliveira Marques, vol. VII), Lisboa, Presença, 2001, pp. 90-129.

9. “Medalhística”, in Dicionário de História Religiosa de Portugal, direcção de Carlos Moreira Azevedo, vol. III, [Lisboa], Universidade Católica Portuguesa, Centro de Estudos de História Religiosa, 2001, pp. 181-182.

10. “Numismática”, in Dicionário de História Religiosa de Portugal, direcção de Carlos Moreira Azevedo, vol. III, [Lisboa], Universidade Católica Portuguesa, Centro de Estudos de História Religiosa, 2001, pp. 309-310.

11. “Igreja, igrejas e culto”, in Portugal e a Instauração do Liberalismo, coordenação de A. H. de Oliveira Marques ( = Nova História de Portugal, direcção de  Joel Serrão e A. H. de Oliveira Marques, vol. IX), Lisboa, Presença, 2002, pp. 307-349.

12. “O afecto”, in Portugal e a Instauração do Liberalismo, coordenação de A. H. de Oliveira Marques ( = Nova História de Portugal, direcção de Joel Serrão e A. H. de Oliveira Marques, vol. IX), Lisboa, Presença, 2002, pp. 518-526 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga).

13. “A morte”, in Portugal e a Instauração do Liberalismo, coordenação de A. H. de Oliveira Marques ( = Nova História de Portugal, direcção de Joel Serrão e A. H. de Oliveira Marques, vol. IX), Lisboa, Presença, 2002, pp. 538-541.

14. “Ingleses no Portugal de D. Afonso V”, in Os Reinos Ibéricos na Idade Média. Livro de Homenagem ao Professor Doutor Humberto Carlos Baquero Moreno, vol. III, Porto, Universidade do Porto, Faculdade de Letras, Livraria Civilização, 2003, pp. 1239-1244.

15. “Cativos, degredados e homiziados escalabitanos no Norte de África”, in Santarém e o Magrebe. Encontro Secular (970-1578). Catálogo da Exposição, [Santarém], Câmara Municipal de Santarém, 2004, pp. 78-87. Em colaboração com Isabel Drumond Braga.

16. “Aspectos do quotidiano universitário no período filipino”, in Estudos em Homenagem a Luís António de Oliveira Ramos, vol. I, Porto, Universidade do Porto, Faculdade de Letras, 2004, pp. 313-320.

17. “Leopoldina de Habsburgo, rainha de Portugal”, in Estudos em Homenagem ao Professor Doutor José Marques, vol. IV, Porto, Universidade do Porto, Faculdade de Letras, 2006, pp. 233-245.

18. “As jóias de D. Pedro e D. Maria, príncipes do Brasil, em 1765: cor, brilho e exotismo na corte”, in Rumos e Escrita da História. Estudos em Homenagem a A. A. Marques de Almeida, Lisboa, Colibri, 2007, pp. 287-309 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga).

19. “Cristãos-novos”, in Enciclopédia Açoriana, www.http//pg.azores.gov.pt/drac/cca/enciclopedia.

 20.“Familiares do Santo Ofício”, in Enciclopédia Açoriana, www.http.//pg.azores.gov.pt/drac/cca/enciclopedia

21. “Inquisição nos Açores”, in Enciclopédia Açoriana,  www.http.//pg.azores.gov.pt/drac/cca/enciclopedia

 

Espanha

1. “Transferências de degredos: de e para Ceuta em meados do século XV”, in Ceuta Hispano-Portuguesa, coordenação de Alberto Baeza Herrazti, Ceuta, Instituto de Estudios Ceutíes, 1993, pp. 145-153

2. “Perdões concedidos a moradores em Setúbal no reinado de D. João IV”, in Homenaje al Prof. Doutor Carlos Posac Mon, Ceuta, tomo II, Ceuta, Instituto de Estudios Ceutíes, 2000, pp. 267-273

 

Outros

1. “Civilidades. Porquê? Para quê? Para quem?”, in Maria Amália Vaz de Carvalho, Arte de Viver na Sociedade, estudo e actualização do texto de Isabel M. R. Mendes Drumond Braga e Paulo Drumond Braga, Sintra, Colares, 2004, pp. 9-42 (em colaboração com Isabel M. R. Mendes Drumond Braga).

X

INSTITUIÇÕES CULTURAIS A QUE PERTENCE

 

1. Sociedade Portuguesa de Estudos Medievais (desde 1990).

2. Núcleo Cultural da Horta (desde 1993).

3. Associação Brasileira de Estudos Medievais (desde 1998).

4. Instituto de Estudios Ceutíes (desde 1999).

5. Instituto Cultural de Ponta Delgada (desde 1999).

6. Instituto Histórico da Ilha Terceira (desde 2002).

7. Associação Portuguesa de História Económica e Social (desde 2002).