Make your own free website on Tripod.com

 

                             CURRICULUM VITAE

 

                                                             de

 

                                   João Luís de Lima e Silva de Sousa

 

 

                                Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

                                       da Universidade Nova de Lisboa,

 

                                                               2007

 

Curriculum Vitae de João Luís de Lima e Silva de Sousa

 

 

1.    IDENTIFICAÇÃO         

 

 

          João Luís de Lima e Silva de Sousa. Nasceu em Lisboa, a l de Junho de 1948.

 

 

1.1.    Categoria Profissional:  

 

a)    É Professor Auxiliar com Provimento Definitivo, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, desde 14 de Dezembro de 1988;

b)    e com  Agregação, desde  27 de Julho de 2001.

 

 

          É licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, com a classificação final de 16 (dezasseis) valores e com uma pré-especialização em Idade Média, com a média de 18 (dezoito) valores, nas cadeiras que a compõem.

 

          Fez Provas para a obtenção do grau de Doutor em História Institucional e Política (Séculos III a XIV), em 12 / 13 de Dezembro de 1988, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, tendo apresentado à discussão a tese intitulada A Casa Senhorial do Infante D. Henrique e obtido o resultado final de Aprovado com Muito Bom, com distinção e louvor, por unanimidade.

 

          Fez Provas de Agregação em História de Portugal Medieval, em 26 e 27 de Julho de 2001, tendo, então, apresentado um relatório subordinado à Cadeira de ‘História de Portugal (Séculos IX a XV), I e II Semestres’, seguido da discussão de uma Lição com a seguinte epígrafe: ‘Senhorios Laicos e Casas Senhoriais na Comarca da  Beira no Século XV’, com Aprovação por unanimidade. A lição foi publicada com o título Senhorias Laicas Beirãs no Século XV, por Lisboa, Livros Horizonte, 2005. Obteve classificação máxima: Aprovado por unanimidade.

 

         Frequentou também a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, tendo obtido Aprovação nas cadeiras de História do Direito Português, Direito Constitucional e História do Direito Romano.

 

 

 

2. TEMPO DE SERVIÇO

 

          Foi professor do ensino particular, nos colégios Pitágoras e Arquimedes, em Lisboa, nos anos lectivos de 1967 / 1968, 1968 / 1969 e 1969 / 1970, onde leccionou as disciplinas de Geografia-História, História de Portugal e História Geral das Civilizações, tendo interrompido a docência, pelo facto ter sido chamado para o serviço militar em Setembro de 1970 e por ter sido, posteriormente, mobilizado para a Guiné, onde cumpriu o serviço militar obrigatório, entre 1 de Junho de 1971 e 7 de Julho de 1973.

 

          Foi professor provisório na Escola Secundária de Ferreira Dias, no Cacém, onde ministrou as disciplinas de Geografia-História, História Geral das Civilizações, Ciências Sociais e Introdução à Política, nos, então designados, cursos geral, unificado e complementar, nos anos lectivos de 1975 / 1976, 1976 / 1977 e 1977 / 1978, altura em que integrou os Conselhos Directivo, Pedagógico e Científico da Escola.

 

          Ingressou como Assistente Estagiário Eventual no Departamento de História do, então, Instituto Universitário dos Açores, em 1 de Outubro de 1978, conforme publicação no Diário da República, nº 121, II série, de 26 de Maio de 1979, tendo ficado com a regência, durante três anos lectivos, das cadeiras de História Institucional e Política (séculos III a XIV) e História de Portugal (séculos IX a XV).

 

          Transitou para a categoria de Assistente da Universidade dos Açores, conforme publicação no Diário da República, nº 292, II série, de 19 de Dezembro de 1980, permanecendo com a regência das mesmas cadeiras.

 

          Ingressou, a partir de 1 de Outubro de 1982, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a categoria de Assistente, conforme publicação no Diário da República, nº 34, II série.

 

 

          Leccionou e colaborou no Ensino das cadeiras de:

 

# História Económica e Social Medieval (séculos II a XIV);

# História Institucional e Política Medieval;

# História Institucional e Política Medieval (séculos III a XII);

# História Institucional e Política Medieval (séculos XII a XV); 

# História de Portugal Medieval;

# História de Portugal Medieval (Séc. IX a XIII);

# História de Portugal Medieval (Séculos XIII a XV);

# História do Direito [Épocas Medieval e Moderna];

# História da Religião (I Semestre: O Islamismo);

# História da Hispania Suevo-Visigoda;

# Antecedentes da História de Portugal;

# História da Hispânia Medieval (no Departamento de Românicas: Áreas de Espanhol, Italiano e Francês, anos Lectivos de 2006/07 e 2007/08).

 

(sob as orientações dos Prof. Doutores D. Maria José Pimenta Ferro Tavares, José Mattoso e A. H. de Oliveira Marques, tendo estado a História do Direito, no ano lectivo de l994 / 1995, sob a responsabilidade do Prof. Doutor José Mattoso. Esta e todas as outras supracitadas, desde 1995 / 1996, ficaram sob sua própria e exclusiva responsabilidade).

 

          Colaborou com colegas nas cadeiras seguintes:

 

# Teoria das Fontes e Problemática do Saber Histórico, desta feita, sob a direcção do Prof. Doutor Luís Llach Krus, para o que organizou duas aulas sobre Arquivos e Bibliotecas, nos anos lectivos de 1986/1987, 1993/1994 e 1997/1998.

# Preparou um curso de doze unidades lectivas (24 horas) sobre Heurística e Crítica Histórica, sob a responsabilidade do Prof. Doutor Luís Llach Krus, para integrar na mesma Cadeira, no ano lectivo de 2000/2001.

 

          É docente e orientador de Seminários para mestrandos, subordinados ao tema «Senhorios e Casas Senhoriais, Sécs. XIV e XV» e a vários outros, de apoio a Seminários de Orientação de Colegas, desde 1994.

 

          Tem, desde 1993 / 1994, a seu cargo a orientação de teses de Mestrado, subordinadas ao tema ‘Senhorios e Casas Senhoriais, Sécs. XIV e XV’.

 

          Teve, desde 1995/1996, até 1999/2000, a orientação científica de estagiários, licenciados pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL, na Escola Secundária de Fernando Namora, em Alfornelos, Amadora.

 

          Integra o até há pouco designado como Corpo Doutoral da Faculdade, ministrando Cursos de Doutoramento, desde 1997 / 1998, subordinado ao tema ‘Senhorios e Casas Senhoriais nos Séculos XIV e XV’.

 

 

3. ASSOCIAÇÕES E INSTITUIÇÕES CULTURAIS

 

3.1.   Instituições Nacionais

 

# É sócio efectivo da Sociedade de Geografia de Lisboa;

# do Instituto Açoriano de Cultura;

# da Sociedade de Estudos Medievais;

# do Centro de Estudos Históricos da UNL;

# do Núcleo de Estudos Medievais.

# Foi membro da ‘Comissão Científica de Homenagem ao Dr. Alexandre Alves’, a qual se realizou em Viseu, a 8 de Dezembro de 2001, sob a presidência do Prof. Doutor Manuel Cadafaz de Matos.

# É membro do júri para atribuição do prémio Armando de Almeida Fernandes, juntamente com os Prof. Doutores Fernanda Alegria e José Marques, desde Fevereiro de 2004.

#  É membro efectivo da Confraria Aquiliniana, com o grau de Cavaleiro-Fidalgo e Director da Revista Letras Aquilinianas, desde Maio de 2007.

 

 

3.2.   Instituições no Estrangeiro

 

 # É colaborador da Case Western Reserve University Medieval Centre for Research and Lecturing, desde 1997/1998, localizada em Cleveland, Ohio.

# É membro, por convite, da Asociación Hispánica de Literatura Medieval, instituto criado em 1986 e actualmente presidido pelo Prof. Miguel Angél Pérez Priego, da qual depende a Secção Portuguesa, sediada no Departamento de Literaturas Românicas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Cidade Universitária, 1699 Lisboa Codex/Portugal (Secretariado da AHLM, José Manuel Lucía Megías, Zazuar, 8, esc. dcha, 8.º B, 28031, Madrid / España).

#  Colabora, desde Abril de 2006 até Outubro da cada ano com  a AHI – International Corporation, sediada anos EUA, em Illinois, com conferências acerca do tema e de outros envolventes, sob a epígrafe geral  The Portuguese and Portuguese Expansion Overseas (1415-1558): Africa, Islands, Conquests and Discoveries –Guinea, Angola, Mozambique, India, Brazil, America (Florida...), Indonesia, China, Japan...

Portuguese History: a brief picture

Contemporary Portugal: 1910-E.U.

 

# É membro do Instituto e Estudios Ceutíes, desde 1996 e localizado na cidade de  Ceuta.

# Desde 1984/1985, colabora, como membro efectivo, com a International Elderhostel University (for foreign students), sediada em Boston e Londres, Study Journeys, dando cursos, em Lisboa, subordinados às temáticas seguintes:

 

      - «Portugal and the Moors»;

      - «Portugal: Medieval to Modern».

 

          Actualmente, com a transformação dos curricula dos mesmos, ministra os temas abaixo discriminados, os quais organizou e, actualmente, lecciona em cooperação com universidades de Espanha (Barcelona e Madrid):

 

      - «Introducing Portugal and Spain» (12 horas);

      - «Portugal: History and Culture» (16 horas);

      - «Portuguese Art and Architecture» (12 horas).

 

          Prepara, para o próximo ano, o Curso intitulado:

 

       -“1394/1494: from Prince Dom Henrique, the Navigator, to Tordesillas” (16 horas).

 

          Sobre todos estes temas são dadas conferências regulares na Fundação Calouste Gulbenkian, no Museu de Arte Antiga e no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, sendo também organizados cursos regulares na Casa-Museu Condes de Castro Guimarães, em Cascais. Para a referida instituição, dá aulas-conferências para Ph.D. Courses. Prepara, actualmente, cursos sob a epígrafe ‘Portuguese History and Culture for Master Degree’, versando, especialmente, assuntos relacionados com a seguinte temática:

 

-         «The Muslims in Spain and the Organisation of the Medieval Christian Kingdoms in the Iberian Peninsula» (20 horas).

 

 

 

 

 

 

 

          Preparou para os Anos Lectivos de 2002-2003 os seguintes temas solicitados, com bibliografias ad hoc:

 

     - “Portugal: From the Great Navigators to European Nation” (12 horas);

     -  Portugal: a Heritage of Greatness. XIV-XVI Cents” (16 horas);

     -  “Portugal Today” (16 horas);

     - “Lisbon in the Middle Ages” (12 horas);

- “Lisbon Unfolded” (16 horas).

 

          Estes cursos, em concepção desde 2001/2002, têm estado a ser preparados para tempos regulares de 12 a 16 horas cada, distribuídas por três ou quatro aulas semanais.

 

          Desde 1998, colabora, como conferencista, com a acima citada Case Western Reserve University (Cleveland, Ohio), tendo proferido, desde então, conferências regulares sobre “História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa” (4 horas) e “Estudos Muçulmanos” (4 horas), pelo que proferiu duas lições intituladas «The Muslims in Portugal and the Portuguese in Muslim Areas» (8 horas, 26 e 27 de Abril de 1999), e três acerca do Império Português na Índia e os contactos entre esta, a China e o Japão (Século XVI), totalizando 12 horas (12-14 de Fevereiro de 2001). Está, de novo, a preparar os mesmos temas para 2004-2005 e 2005-2006.

 

          Deu uma aula acerca das relações comerciais entre Portugal e a Inglaterra no século XIV, em regime de cooperação (5 a 7 de Setembro de 1999), na Case Western Reserve University, USA (4 horas).

 

          Para esta Universidade norte-americana, redigiu parecer-proposta para a formação de um Departamento de História e Cultura Portuguesas, a funcionar brevemente (a partir – prevê-se - de 2004/2005), com a organização de uma Biblioteca e um Arquivo de Estudos Portugueses, com o objectivo de apoiar  estudantes e leitores dos cursos de licenciatura e de pós-graduações. A instituição começou a funcionar desde 10 de Junho de 2005 e conta, actualmente, com um efectivo de 36 estudantes, dos 180 inscritos, dado que o numerus clausus não permite mais do que 35 por ano.

 

          Está, presentemente, a integrar um projecto com The University of Edinburgh, na Escócia, intitulado, Political Relations between Portugal and England, in the XIV and XV Cents (por convite do Prof. Tony Goodman), de que será publicado, em breve, um primeiro relatório (2004/2005) a enviar para a dita Universidade. O trabalho está concluído, a fim de ser apresentado em Janeiro/Fevereiro de 2007.

 

          É conferencista sobre temas relacionados com a História de Portugal e Espanha, dos séculos IX a XVI, desde Abril de 2006, na The Destination Management Company (by appointment to H.M. the Queen EIIR), UK & USA, direcção de Universidades de Ursula Mac Tisell, PhD..

 

          Tem colaborado com a BBC (Odyssey Channel) e para o Brasil, com apontamentos sobre a “Casa Senhorial do Infante”, “Portugal e Castela: do Infante a Tordesilhas” e “História Náutica Portuguesa – antes e após a Guiné”.

 

          Recebeu em Portugal um Membro da Casa dos Comuns do Parlamento Inglês para discussão e elaboração de um texto sobre “Segurança”. Esteve depois presente, para o mesmo efeito, no Westminster Hall, em Londres,  2001, colaborando num painel intitulado genericamente Security.

 

          Foi membro da Comissão Científica do Congresso Internacional Santarém e o Infante Santo. 600 anos, a convite da Câmara Municipal, por intermédio da Prof. Doutora Ângela Beirante, Santarém, 26 a 28 de Setembro de 2003. Para assistir às intervenções no Congresso, fez-se acompanhar por um grupo de alunos da Cadeira de História de Portugal Medieval (Sécs. XIII a XV), os quais, numa aula posterior, apresentaram um relatório de cada um dos painéis, pelo que foram divididos em subgrupos.

 

          Apresentou um plano de trabalho que foi aprovado, acerca de “A Europa Continental – Os Celtas: do Sul ao Norte da Europa”, com reunião entre 1 e 2 de Junho e 28 e 29 de Novembro de 2006, em Copenhaga, no Palácio de Slotsholmen.

 

 

4. PUBLICAÇÕES

 

4.1. Livros:

 

4.1.1. Autoria Individual:

 

 

          # Leal da Câmara. Um Artista Contemporâneo, Lisboa, Livros Horizonte, Colecção Estudos de Arte, Junho de 1984 (175 pp.).   

 

          # Religião e Direito no Alcorão (do Pré-Islão à baixa Idade Média), com prefácio de António Dias Farinha, Lisboa, Editorial Estampa, Col. Imprensa Universitária, Janeiro de 1986 (239 pp.), que contou com uma recensão, no Diário de Notícias, apresentada por Manuel Cadafaz de Matos (1986).

 

          # A Casa Senhorial do Infante D. Henrique, Lisboa, Livros Horizonte, Col. Horizonte Histórico, n.º 35, Outubro de 1991 (392 pp. + 166 pp. de quadros e bibliografia);

 

          # D. Duarte - Infante e Rei-  e as Casas Senhoriais (1433-1438), Lisboa, Sociedade Histórica da Independência de Portugal, 1991 (18 pp.);

 

          # 1394 / 1494: do Infante a Tordesilhas, Cascais, Patrimonia, Maio de 1995 (271 pp. recolha de alguns textos de conferências e artigos proferidas e publicados aquando das Comemorações do VI Centenário do Nascimento do Infante D. Henrique, do V das Viagens de Cristóvão Colombo e da Assinatura dos Tratados de Tordesilhas);

 

          # Fortunato de Almeida e a História da Igreja em Portugal, Nelas, 2003 (28 pp.);

 

          # Senhorias Laicas Beirãs no Século XV, Lisboa, Livros Horizonte, Julho de 2005 (171 pp.);

 

          # D. Afonso, 4.º Conde de Ourém, Ourém, Câmara Municipal de Ourém, 24 de Setembro de 2005 (108 pp.);

 

          # Fixação do texto, índice analítico e bibliografia da obra de A. de Almeida Fernandes Viseu, Agosto de 1109, Nasce D. Afonso Henriques, Viseu, Câmara Municipal e Fundação Mariana Seixas, 2007.

 

          # D. Fernando, 2.º Duque de Bragança e D. Fernando, 3.º Duque de Bragança, no prelo (Lisboa, Fundação da Casa de Bragança, 2005-2007);

       

          #   D. Beatriz e a Administração das Ilhas Açorianas, no prelo;

 

         #   Edição crítica, Vols. I a III de Maximiano de Aragão, Viseu. Apontamentos Históricos (2008, 2009 e 2010).

 

 

 

 

 

 

4.1.2.      Em Co-autoria:

 

          # Em colaboração, na edição das Chancelarias Portuguesas. D. Afonso IV,   organizada por A. H. de Oliveira Marques, Vol. I, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica, Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 1990.

 

 

4.2. Artigos:

 

4.2.1.      Autoria Individual

 

O Estatuto do Rei. Das qualidades que deve possuir o bom e virtuoso rei no Século XV, sep. do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, nº 35, Angra do Heroísmo, 1979 (14 pp.);

 

Contendas entre Vilas e seus Termos na Fronteira Portuguesa, nos séculos XIII a XVI, sep. do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, n.º 37, Angra do Heroísmo, 1979 (14 pp.);

 

Tutorias e Curadorias. Achegas para o Estudo da Tutela e Administração de Bens de Menores e Inabilitados na Idade Média, sep. de Arquipélago. Revista do Instituto Universitário dos Açores, Série de Ciências Humanas, Vol. II, Janeiro de 1980, Ponta Delgada, Instituto Universitário dos Açores, 1980 (52 pp.);

 

Colaboração no Dicionário de História da Igreja em Portugal, dirig. por António Alberto Banha de Andrade, Lisboa, Ed. Resistência, 1980, com as seguintes entradas publicadas da sua exclusiva autoria:

 

 

     A.

     # «AGUIAR, José Maria Pacheco de», Vol. I, pp. 81-82;

     # «ALMADA, José Bernardo de», Vol. I, pp. 118-119;

     # «ALMEIDA, Manuel Nicolau de», Vol. I, pp. 141-142;

     # «AZEVEDO, João Inácio de», Vol. II, p. 79;

     # «AZEVEDO, José Pegado de», Vol. II, pp. 86-87;

    

     B.

     # «BAPTISTA, Melchior», Vol. II, p. 137;

     # «BARCELOS, Luís Coelho de», Vol. II, p. 179.

     # «BENEVIDES, Afonso de», Vol. II, pp. 423-424;

     # «BENEVIDES, Manuel do Couto», Vol. II, p. 424; 

     # «BETTENCOURT, António de» (em colaboração), Vol. III, fasc. 26, pp. 65-67;

     # «BETTENCOURT, Artur Ledo de», Vol. III, fasc. 26, p. 68;

     # «BETTENCOURT, José Moniz Pacheco», Vol. III, fasc. 26, p. 68;

     # «BORBA, Tomás Vaz», (em colaboração), Vol. III, fasc. 26, pp. 98-100;

     # «BORGES, Cristiano de Jesus», Vol. III, fasc. 26, pp. 102-103; 

     # «BORGES, Jacinto Moniz», Vol. III, fasc. 26, p. 103;

     # «BORGES, José Joaquim», Vol. III, fasc. 26, p. 104;

     # «BORGES, Manuel Inácio da Silveira», Vol. III, fasc. 26, pp. 106-107;

     # «BOTELHO, Henrique», (em colaboração), Vol. III, fasc. 26, p.        118;

     # «BOTELHO, José Jacinto», Vol. III, fasc. 26, p. 120;

     # «BOTELHO, Manuel António», Vol. III, fasc. 26, p. 122; 

 

O Visconde do Botelho e a sua Obra, sep. de Arquipélago cit., Série de Ciências Humanas, Vol. III, Ponta Delgada, Instituto Universitário dos Açores, Janeiro de 1981 (21 pp.);

 

A Equiparação e Manutenção de Privilégios em Meados do Século XV, sep. de Arquipélago. Revista da Universidade dos Açores, Série cit., Vol. IV, Ponta Delgada, Universidade dos Açores, Janeiro de 1982 (44 pp);

 

Dos Privilégios outorgados por D. Afonso III (1252-1273), sep. de Atlântida, n.º 4, Angra do Heroísmo, 1982 (21 pp.);

 

In Memoriam Maria José Lagos Trindade, Lisboa, História e Crítica, 1982 (3 pp.);        

 

Das Autorizações de Porte de Armas e de Deslocação em Besta Muar em meados do Século XV, sep. de Estudos de História de Portugal, Vol. I-Sécs. X-XV. Homenagem a A. H. de Oliveira Marques, Lisboa, Editorial Estampa, Colecção Universitária, n.º 23, 1982 (16 pp.);

 

Mobiliário Açoriano. Elementos para o seu estudo. Um exemplo a seguir por todo o espaço português, sep. da Revista “Atlântida”, n.º 4, Angra do Heroísmo, 1982 (17 pp.);

 

Os Açores nas Colecções Documentais, sep. do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, Vol. XLII, Angra do Heroísmo, 1985 (62 pp.);

 

Ceuta. De Vila a Cidade, de Mesquita a Igreja, sep. de 1383-l385 e a Crise Geral dos Séculos XIV e XV. Jornadas de História Medieval, Lisboa, História e Crítica, 1985 (8 pp.);         

 

Espontaneidade e Desordenamento no Romantismo Europeu, sep. de Actas do Congresso 'Romantismo - da Mentalidade à Criação Artística', Sintra, 1986 (12 pp.);

 

«Privilégios Singulares e Colectivos Concedidos a Algarvios no Século XV (Elementos para o seu Estudo)», in Actas das ‘I Jornadas de História Medieval do Algarve e Andaluzia’, Câmara Municipal de Loulé e Universidade do Algarve, 1987, pp. 219-229;

 

«Os Forais de Afonso Henriques no Contexto dos Direitos Interno e Internacional Públicos», in Actas das ' Jornadas sobre o Município na Península Ibérica (sécs. XII a XIX)’, Santo Tirso, 22 a 24 de Fevereiro de 1985, ed. da Câmara Municipal de Santo Tirso, 1988, pp. 207-233;

 

«Segurança e Cartas de Seguro, no Século XV», in Arqueologia do Estado  Actas das I Jornadas Sobre Formas de Organização e Exercício dos Poderes da Europa do Sul. Séculos XIII / XVIII’. Comunicações 1, I Vol., Lisboa, História e Crítica, 1988, pp. 457-464. Este estudo foi traduzido para Inglês e entregue em Londres, em Westminster Hall, aquando da recolha de informes sobre ‘Segurança’ – tema, então, como hoje, na ordem do dia - à semelhança de quantos intervieram com trabalhos sobre o mesmo assunto (da Idade Média aos nossos tempos).

 

“A Casa do Infante D. Henrique e o Arquipélago da Madeira (Algumas notas para o seu estudo), in Actas do I Colóquio Internacional de História da Madeira, Funchal, Secretaria Regional do Turismo, Cultura e Emigração, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, 1989, pp. 108-127;   

 

«Traços Culturais Islâmicos no Sul da Península Ibérica na alta Idade Média», in Anais do Município de Faro, n.º XIX, Faro, 1989, pp. 2l-29;

 

«A Casa do Infante D. Henrique e o Arquipélago da Madeira (Algumas Notas para o seu Estudo)», in Actas do ' I Colóquio Internacional da História da Madeira’, Vol. I, Funchal, 1989, pp. 108-127;

 

«A Propriedade e o Pessoal do Infante D. Henrique», in Actas das ' III Jornadas de História Medieval do Algarve e Andaluzia, Loulé, Câmara Municipal, 1989, pp. 179-196;

 

«As Origens da Casa Senhorial de D. Fernando, Duque de Viseu e de Beja. Conjunturas», in Anais do Município de Faro, n.º XX, Faro, 1990, pp. 201-209;

 

“O mundo muçulmano em expansão”, in O Estudo da História, Boletim n.º 12 a 15 (II Série), dirig. por José Mattoso, Vol. I, Lisboa, Associação de Professores de História, 1990, pp. 583-592;

 

El-Rei D. Duarte no Prefácio do Humanismo (1391-l438), in Comemorações dos 600 Anos do Nascimento de D. Duarte, Viseu, Câmara Municipal de Viseu, 1991 (24 pp.);

 

Das Isenções do Pagamento de Impostos e da Prestação de Serviços Régios e Concelhios (1449-1451), sep. da Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, n.º 4, Lisboa, F.C.S.H., 1991-1992 (50 pp.);

 

 “José Leite de Vasconcelos. 50 Anos após a sua Morte (1941-1991)”, in Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL. Homenagem a José Leite de Vasconcelos (1858-1941), n.º 6, Lisboa, 1992-1993, pp. 9-21;

 

“A Casa Henriquina e o Almoxarifado de Viseu (1433-1434), in Infante 94. Actas do Congresso ‘Infante D. Henrique, Viseu e os Descobrimentos’, Infante 94,  Viseu, Câmara Municipal e Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1993, pp. 67-81;

 

O Infante D. Henrique. Primeiro Administrador Laico da Ordem de Cristo (1420-1460), sep. do Boletim Cultural da Câmara Municipal de Tomar, n.º 18,  Tomar, Câmara Municipal de Tomar, Março de 1993 (34 pp.);

 

“Dos rendimentos fundiários da Casa do Infante D. Henrique: algumas notas (1411-1460), in Actas do III Colóquio Internacional de História da Madeira, Funchal, Secretaria Regional do Turismo e Cultura, Centro de Estudos de História do Atlântico, 1993, pp. 229-237;

 

“A Casa Senhorial do Infante D. Henrique”, in ‘Henrique, O Navegador’, Infante 94, Porto, 6.º Centenário do Nascimento do Infante D. Henrique, 1994~, pp. 201-203;

 

“A Casa Senhorial do Infante D. Henrique”, in Oceanos. O Ano do Infante, Lisboa, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1994, pp. 33-38;

 

Casas Senhoriais no Portugal Quatrocentista, sep., da Revista de Ciências Históricas, n.º IX, Porto, Universidade Portucalense, 1994 ( pp. 95-104);

 

“A prioridade de D. João II na devassa do Índico (1481-1495)”, in Las Relaciones entre Portugal y Castilla en la Época de los Descubrimientos y la Expansión Colonial. Congreso Hispano-Portugués, 15-17 de Outubro de 1992, Salamanca,    Ediciones Universidad Salamanca, 1995;

 

“Henry of Avis, the first Lay Grand-Master of the Order of Christ”, in Cadernos Históricos, VII, Lagos, Comissão Municipal dos Descobrimentos, 1996, pp. 121-134;

 

“O Feudo Henriquino. 1402-1460”, in A Escola e os Descobrimentos - Infante D. Henrique, Lisboa, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1996, pp. 23-31;

 

“Inquirição de D. Duarte aos Almoxarifados de Viseu e Lamego (1433-1434)”, in Mare Liberum, N.os 11-12, Lisboa, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, Jan./Dez. 1996, pp. 103-163;

 

“Um Dia na Corte de Abd Al-Rahman III”, in Estudos Orientais. VI. Homenagem ao Professor António Augusto Tavares, Lisboa, Instituto Oriental, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 1997, pp. 153-159;

 

“João de Barros. Um Polígrafo do Humanismo Português”, in A Escola e os Descobrimentos. João de Barros & Abraão Zacuto, Lisboa, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1998, pp. 7-30;

 

Os Herdeiros do Infante e o Governo dos Açores (1460-1485), sep. de  Arquipélago, da Universidade dos Açores, Série de Ciências Humanas, Ponta Delgada, 1999 (pp. 13 a 28);

 

“As Feiras em Portugal na Idade Média”, in A Escola e os Descobrimentos. Feiras, Lisboa, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1999, pp. 7-34;

 

“Alexandre Alves. Um Homem Convicto”, in Homenagem ao Dr. Alexandre Alves no seu 80.º Aniversário. 1921-2001, Viseu, Câmara Municipal, 2001 (3 pp.);

 

“D. Nuno Álvares Pereira: sua acção política e social”, in Casa Pia de Lisboa, Colégio D. Nuno Álvares Pereira, pelos 600 anos da fundação da Casa Senhorial de D. Afonso, Conde de Barcelos, pelo casamento com D. Beatriz: as origens do estabelecimento do Ducado de Bragança (1442), a 6 de Novembro de 2001. Acha-se publicado num Caderno que conta igualmente com comunicações do Sr. General Themudo Barata e da Prof. Doutora Margarida Garcês (13 pp.).

“Do Privilégio de Apaniguado e Acerca dos Abusos Senhoriais na Comarca da Beira, no século XV”. (Homenagem ao Dr. Alexandre Alves), in Beira Alta, Viseu, 2002, pp. 219-238.

 

“Senhores Laicos e Senhorios na Comarca da Beira, no Século XV. Nomeações Régias”, Lição de Homenagem ao Prof. Doutor Humberto Baquero Moreno, in Os Reinos Ibéricos na Idade Média. Livro de Homenagem ao Professor Doutor Humberto Baquero Moreno, coordenação de Luís Adão da Fonseca, Luís Carlos Amaral e Maria Fernanda Ferreira Santos, Vol. II, Porto, Livraria Civilização Editora, 2003, pp. 631-641;

 

Doutor Armando de Almeida Fernandes. Apenas umas Palavras (por ocasião do aniversário do seu falecimento, em Britiande), Viseu, Novembro de 2003;

 

“D. Afonso, 4.º Conde de Ourém e 1.º Marquês de Valença, Combatente em África”, in Actas do Congresso Histórico ‘D. Afonso, 4.º Conde de Ourém, e a sua Época’, Ourém, 6 a 8 de Novembro de 2003, Câmara Municipal de Ourém, 2004, pp. 223-232.

 

“A Casa Senhorial em Portugal na Idade Média”, in Revista Portuguesa de História. Homenagem aos Professores Luís Ferrand de Almeida e António de Oliveira, t. XXXVI (2002-2003), Vol. I, Coimbra, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Instituto de História Económica e Social, 2003/2004, pp. 267-284;

 

Portugal and Ireland: Medieval Business Connections in the Atlantic”, in Viagens pela Palavra. Miscelânea de Homenagem a Maria Laura Bettencourt Pires, coord. de Mário Avelar, Lisboa, Universidade Aberta, 2005, pp. 145-160.

 

Fixação de texto, organização da Bibliografia e Índice Analítico de Viseu, Agosto de 1109, Nasce D. Afonso Henriques, de A. de Almeida Fernandes, 2.ª ed., Viseu, SACRE, Fundação Mariana Seixas, 2007.

 

 

4.2.2.      Artigos em Co-autoria

 

O Entre Cávado e Minho. Cenário de Expansão Senhorial no Século XIII, (em colaboração), sob a orientação da Prof. Doutora Iria Gonçalves, sep. da Revista da Faculdade de Letras de Lisboa, Vol. I, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 1978 (41 pp.);

 

 

 

 

4.3.   Projectos:

 

4.3.1.   Está integrado num projecto da Universidade Católica Portuguesa, Centro de Estudos dos Povos e Culturas de Expressão Portuguesa, na elaboração da  Enciclopédia Açoriana, para a qual já colaborou com as entradas seguintes:

 

A.

- “AÇORES (Os) e o Infante D. Henrique”;

- “ANGRA, o Arcebispado de”;

 

B.

- «BORGES, Padre José Joaquim»;

- «BOTELHO, Frei Henrique»;

- «BOTELHO, Padre Manuel António»;

- «BULHÕES, Frei António de Jesus»;

- «BULHÕES, Padre João de Melo»;

 

C.

- “CABRAL, Joaquim de Chaves”;

- “CAMELO, Brás”;

- “CAMÕES, António José”;

- “CANTO, Mateus do”;

- “CARAFEO, Rodrigo de S. Miguel”;

- “CARDOSO, António Pereira”;

- “CARDOSO, João Goulart”;

- “CARNEIRO, António”;

- “CARVALHO, Dâmaso José”;

- “CARVALHO, José Manuel de”;

- “COELHO, Inácio”;

- “CORDEIRO, José Rebelo”;

- “CORVELO, José Bernardo”;

- “COSTA, Manuel Damasceno da”;

- “COSTA, Pedro da”;

- “COUTINHO, Francisco de Lemos Faria Pereira”;

- “COUTO, José Furtado do”[1];

 

D.

- “DÂMASO, João Pereira (C.º)”;

- “DIAS, Luís José (P.e)”;

- “DIAS, Manuel Jacinto de Andrade (P.e)”;

- “DIOCESE”;

- “DOMINGUES, Ernesto”;

- “DUTRA, José da Rosa”;

 

E.

- “ENES, Manuel Bernardes de Sousa (Bispo)”;

- “ESCOBAR, Manuel (P.e)”;

- “ESCUDEIRO, Aurélio Granada (Núncio);

- “ESPERANÇA, António da (Frei)”;

- “ESPINOSA, Pedro Cordeiro de  (P.e)”;

- “ESPÍRITO SANTO, Maria do (Soror)”;

- “ESTAÇO, João (D., Frei, Bispo)”;

- “ESTEVES, Joaquim Lourenço (P.e)”;

- “EVANGELISTA, Mateus (Frei)”.

 

F.

- “FAGUNDES, Amaro Teixeira (P.e);

- “FARIA, D. Gaspar de (6.º Bispo de Angra)”;

- “FARIA, P.e Manuel, S.J.”;

- “Fé, Frei João da”;

- “FERNANDES, P.e Manuel, S.J.”;

- “FERNANDES, P.e Manuel Francisco, S.J.”;

- “FERRAZ, P.e João de Fontes”;

- “FERREIRA, P.e António da Costa”;

- “FERREIRA, P.e António Joaquim”;

- “FERREIRA, P.e Luís”;

- “FIGUEIREDO, Frei Gaspar de”;

- “FONSECA, Deão Narciso António da”;

- “FONTES, P.e Manuel Furtado”;

- “FRANCO, P.e António Fernandes”;

- “FRANCO, P.e Manuel de Medeiros”;

- “FURTADO, P.e Augusto Leal”;

- “FURTADO, P.e Gaspar”;

- “FURTADO, P.e José Leal”;

- “FURTADO, Frei Manuel”.

 

G.

- “GAMA, Frei Francisco da”;

- “GARCIA, Frei Vasco”;

- “GIGANTE, Frei Pedro”;

- “GONÇALVES, Chantre Baltazar”;

- “GONÇALVES, P.e José”;

- “GONÇALVES, P.e Manuel”;

- “GOUVEIA, D. Manuel de, Bispo de Angra”;

- “GUADALUPE, Frei António Apolinário de”;

- “GUERREIRO, P.e S. J. Fernão”;

- “GUERREIRO, D. Manuel de Medeiros, Bispo, reitor do Seminário de Angra”;

 

H.

- “Henrique (D.) e os Açores”;

- “HOMEM, P.e Mariano Constantino”.

 

I.

- “Imprensa Religiosa”.

 

 

 

J. 

- “JERÓNIMO, D. Frei Francisco de S. (bispo);

- “Jornalismo Cristão”;

 

L.

- “LACERDA, D. Francisco Maria de Sousa do Prado, bispo de Angra;

- “LACERDA, Gaspar Pereira de;

- “LEAL, P.e António;

- “LEMOS, Fr. João de”;

- “LIMA, P.e José Caetano Travassos de;

- “LOPES, José de Oliveira”;

- “LOPES, P.e José Patrício”;

- “LORETO, Frei José do”;

- “LUZ, P.e António José Lopes da”.

 

M.

     -    “MACHADO, beato, João Baptista”;

-         “MACHADO, P.e Manuel Luís”;

-         “MACIEL, P.e Albano”;

-         “MADEIRA, P.e João;

-         “MEDEIROS, P.e Jacinto José de;

-         “MADRE DE DEUS, Fr. Pedro da”;

-         “MAGALHÃES, P.e Inácio Ernesto”;

-         “MAIA, P.e Bernardo Machado do Canto de Faria e”;

-         “MALDONADO, P.e Manuel Luís”;

-         “MARQUES, Fr. Gaspar”;

-         “MARQUES, P.e Manuel Luís”;

-         “MARTINS, P.e Andrade da Cunha”;

-         “MARTINS, P.e António Camilo”;

-         “MATEUS, C.º Joaquim Alves”;

     -   “MATOS, P.e José Joaquim”;

-         “MEDEIROS, P.e Herculano Augusto”;

-         “MEDEIROS, D. Humberto de Sousa”;

-         “MEDEIREOS, P.e Joaquim José de”;

-         “MEDEIROS, P.e Jacinto Soares de”;

-         “MELO, Fr. Jerónimo de”;

-         “MELO, Urbano Pacheco de”;

-         “MENDONÇA, P.e Manuel Luís de”;

-         “MENDES, P.e Joaquim Bernardo”;

-         “MENESES, P.e José Raposo Pombeiro”;

-         “MENESES, P.e D. Manuel de Sousa”;

-         “MORAIS, P.e Sebastião Gonçalves de”;

-         “MOTA, Fr. Jorge da”;

-         “MOTA, D. Fr. Manuel da”;

N

 

-         “NARCISA, Soror Mariana”;

-         “NASCIMENTO, P.e José Garcia de”;

-         “NASCIMENTO, P.e José Maria do”;

 

O

 

-         “OLIVEIRA, P.e Gregório de”;

 

S

 

     -     S. JERÓNIMO, D, Fr, Francisco de”;

     -     “S. JERÓNIMO, Fr. José de”;

     -     “SACRAMENTO, D. Fr. Valério do”;

     -     “SALES, Fr. Francisco de”;

     -     “SANT ‘IAGO, D. Fr. Jorge de”;

     -     “SANTOS, Fr. Manuel dos”;

     -     “SERRÃO, P.e Diogo Soares”;

     -     “SILVEIRA, D. Fr. Cristóvão”;

     -     “SILVEIRA, João Inácio Cândido da”;

     -     “SIMAS, P. António”; 

     -     “SOARES, P.e José de Sousa”;

     -     “SOUSA, D. FR. Pedro de”;

     -      “SOUSA, Fr. João Soares de”;

     -      “SOUSA, Mgr. António Mariano de”;

     -     “SOUSA, P.e Francisco da Rocha e”;

     -     “SOUSA, P.e Jacinto Inácio de”;

     -     “SOUSA, P.e João Jacinto de”;

     -     “ TAVARES, Fr. Brás;

     -     “TAVARES, Fr. Duarte”;

     -     “TAVARES, Fr. Paulo”;

     -     “VALADÃO, P.e João de Aguiar;

 

 

 

4.3.2.  Num outro que consiste numa ed. crítica, por nós dirigida, dos  Apontamentos para a História de Viseu, de Maximiano Aragão.

 

4.3.3.   Publicação dos Forais de Viseu, Viseu, Câmara Municipal, 2004-2005;

 

4.3.4.     Concurso de obras de História Medieval (Peninsular). Prémio Armando de Almeida Fernandes (Viseu, Janeiro a Novembro de 2004)[2].

 

4.3.5.     Concurso de obras de História Medieval (Peninsular). Prémio Armando de Almeida Fernandes (Viseu, Janeiro a Novembro de 2005).

 

4.3.6.     Concurso de obras de História Medieval (Peninsular). Prémio Armando de Almeida Fernandes (Lamego, Janeiro a Novembro de 2006).

 

4.3.7.     Concurso de obras de História Medieval (Peninsular). Prémio Armando de Almeida Fernandes (Lamego, Janeiro a Novembro de 2007).

4.3.8.     Por iniciativa pessoal, vai ser por nós apresentado, a convite da Câmara Municipal de Viseu, um projecto de recolha e posterior publicação de autores, livros e artigos, acerca desta cidade e arredores sob a sua jurisdição, uns que desapareceram, outros que apenas contam com uns poucos de exemplares em casas de familiares dos autores já desaparecidos e/ou na Biblioteca Pública e ainda outros mais recentes.

 

4.3.9.    Sob a tutela da Câmara Municipal de Lagos, estamos a desenvolver uma ‘História do Algarve: desde os tempos mais antigos até ao século XV’, em dois vols.: O Algarve na Antiguidade: da Pré-História ao séc. VI a.C. ; Vol. II: dos Fenícios à baixa Idade Média.

 

4.3.10. Publicação das Cortes ao tempo do Regente D. Pedro, Lisboa, Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 2005-2007.

 

4.3.11.                          Consultor Externo, redactor de um cap. e coordenador responsável pelo projecto POCI/DEM/5787/2004 História da População Portuguesa. Das grandes permanências à conquista da modernidade, projecto financiado pela FCT (2006-2008. Este Projecto foi avaliado por uma equipa internacional designada pela FCT com a classificação de “Excelente”. Data de Início: 1 de Janeiro de 2006. Duração: 2 anos.

 

4.3.12. Sob a tutela da Coroa da Dinamarca, com Plano e Bibliografia já aprovados, encontra-se, de momento (até 2011 a elaborar um livro sobre Os Celtas – da Europa do Norte ao Mediterrâneo (Sécs. VI A.C.-III A. D.)

 

 

4.4.   No Prelo:

 

# “O Ducado de Viseu (1415-1521)”, conferência proferida na Sociedade Histórica da Independência de Portugal (Janeiro 2001).

 

# “Comarca e Almoxarifado: o caso de Castelo Branco”, apresentado no painel 4.4., subordinado ao tema “Estruturas e instâncias intermédias”, a 21 de Novembro de 2002, sob o tema Historiadores e Júris-Historiadores: a identidade e a diferença (Estado, Instituições, Poderes, Saberes: Portugal, sécs. XIII-XVIII), Ciclo de painéis realizado no Departamento de História da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, no respectivo Ano Lectivo, organizado perlo Instituto de Documentação Histórica da FL/UP, em colaboração com a área de Ciências Histórico-Jurídicas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

 

“Do Infante a D. Manuel I (1394-1502) ”, conferência apresentada em Lagos, a 13 de Novembro de 2002.

 

«Casas Senhoriais no Norte de África, na Índia, no Brasil e no Japão». Aula de Mestrado no âmbito dos Seminários de História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa, proferida a convite do Prof. Doutor António Dias Farinha, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2003.

 

“D. Leonor de Aragão, a Triste Rainha”, Homenagem ao Prof. Doutor José Marques, Porto, Universidade do Porto, 2003/2004.

 

“O Dr. João das Regras”, in Livro de Homenagem ao Prof. Doutor Artur Teodoro de Matos, Lisboa, UNL, 2004.

 

 

4.5.         Recensões Críticas

 

“Armando Carvalho Homem. Portugal nos Fins da Idade Média: Estado, Instituições, Sociedade Política, Lisboa, Livros Horizonte, Col. “Horizonte Histórico”, n.º 28, 1990, 279 pp.. ISBN 972-24-9758-9, in Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Lisboa, UNL, FCSH, 1991-1992 (2 pp.).

 

 

4.6.      Em Preparação

 

4.6.1. Livros:

 

# O Trabalho e sua Organização em Portugal, Sécs. XIV-XVI.         

 

# Casas Senhoriais, em Portugal, nos Séculos XIV e XV.

 

# A Alimentação em Portugal, no tempo das Descobertas.

 

# Political Relationship between Portugal and England in the XIV and XV Centuries.

 

# Mosaics of Portuguese History, by request (apresentação de uma História Concisa do nosso País, das Origens à Comunidade Europeia) para apoio dos alunos de universidades inglesas, norte-americanas e oriundos dos países de expressão inglesa e da Commonwealth, que todos os anos vêm a Portugal, para assistir às conferências supracitadas.

 

Edição Crítica da obra de Maximiano de Aragão (3 primeiros Vols.) do título Viseu. Apontamentos Históricos. Entrega do 1.º Volume, a 25 de Novembro de 2006, a fim de ser publicado em 2007.

 

“Aquilino Ribeiro e as Rotas da Beira”: comunicação apresentada para publicação na Revista “Beira Alta” (a publ. em 2007)

 

Artigo para o Seminário de Tarouca: entregue em Agosto de 2006, a publ. em 2007;

 

Preparação da ed. da última obra de A. de Almeida Fernandes, a pedido da Família (2007/2008)

 

Trabalho de História, Demografia e Cronologia para o Departamento de Sociologia da FCSH da UNL (2008)

 

Os Condes de Tarouca (de D. Afonso V a D. Manuel I), para a Junta de Freguesia de Tarouca.

 

 

5.         Conferências:

 

“O Visconde do Botelho e a sua Obra”, Ponta Delgada, Instituto Universitário dos Açores, 1980;

 

“Ceuta. De vila a cidade, de mesquita a igreja”, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 1984;

 

“Espontaneidade e Desordenamento no Romantismo Europeu. Homenagem à Doutora D. Maria Ema Tarracha Ferreira”, Sintra, Palácio Valenças, 1985;

 

“Privilégios Singulares e Colectivos Concedidos a Algarvios no Século XV. Elementos para o seu Estudo”, Loulé, 1985;

 

“Os Forais de Afonso Henriques no Contexto dos Direitos Interno e Internacional Públicos”, Santo Tirso, Paços do Concelho, 22 de Fevereiro de 1985;

 

“Segurança e Cartas de Seguro no Século XV”, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 1987;

 

“A Propriedade e o Pessoal do Infante D. Henrique no Algarve”. III Jornadas de História Medieval do Algarve e Andaluzia, Loulé, Câmara Municipal, 1988;

 

“A Casa do Infante D. Henrique e o Arquipélago da Madeira (Algumas notas para o seu estudo)”, Funchal, 1988;

 

“Traços Culturais Islâmicos no Sul da Península Ibérica na alta Idade Média”, Faro, Paços do Concelho, 1988;

 

“A Propriedade e o Pessoal do Infante D. Henrique”, Loulé, Paços do Concelho, 1989;

 

“As Origens da Casa Senhorial de D. Fernando, Duque de Viseu e de Beja. Conjunturas”, Faro, Câmara Municipal, 1990;

 

“El-Rei D. Duarte no Prefácio do Humanismo (1391-1438)”, Viseu, Paços do Concelho, 1990;

 

“A Prioridade de D. João II na Devassa do Índico (1481-1495)”, Salamanca, 16 de Outubro de 1992;

 

“Dos rendimentos fundiários da Casa do Infante D. Henrique. Algumas notas (1411-1460)”, Funchal, Paços do Concelho, 1993;

 

“A Casa Henriquina e o Almoxarifado de Viseu (1433-1434)”, apresentada no Congresso ‘Infante D. Henrique, Viseu e os Descobrimentos”, Viseu, Infante 94, 1993;

 

“O Infante D. Henrique. Primeiro Administrador Laico da Ordem de Cristo (1420 -1460)”, Tomar, 1993;

 

“Relações diplomáticas entre Portugal e Castela no último quartel do séc. XV: testemunhos do Arquivo da Coroa de Aragão, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 14 de Outubro de 1993;

 

“Intervenções do Infante D. Henrique na Política Interna e Externa do País: de 1415 a 1460”, Viseu, Associação para o debate de Ideias e Concretizações Culturais, 1994;

 

“Singularidades do Colectivismo Henriquino”, Lisboa, Academia de Marinha, 21 de Abril de 1994;

 

“Infante D. Henrique (1394-1460): Alguns dados biográficos”, Viseu, Museu Grão Vasco, 23 de Novembro de 1994;

 

“Os Tratados de Tordesilhas e seus antecedentes”, Viseu, Museu Grão Vasco, 24 de Novembro de 1994;

 

Portugal and Ireland: Medieval Business Connections in the Atlantic”, Cork, University of Cork, 1994;

 

“Prince Henry, the Navigator, the first lay Master of the Order of Christ”, Trinity College, 1994;

 

“Um Dia na Corte de Abd Al-Rahman III”, in Colóquio “O Quotidiano na História Portuguesa”, Lisboa, Centro de Estudos Históricos da FCSH da UNL., 1995;

 

# O Ducado de Viseu no Século XV, apresentada em 23 de Maio de 2001, integrada no 1.º Ciclo de Conferências sobre A Nobreza e o Estado da Índia, subordinado ao tema A Nobreza Quatrocentista e a Expansão, coord. do Prof. Doutor João Paulo Costa, no Convento da Arrábida, 23 e 24 de Março de 2001, sob a organização do Centro de História de Além-Mar e da Fundação Oriente;

 

#  “D. Nuno Álvares Pereira: acção política e social”, apresentada no Colégio de D. Nuno Álvares Pereira, na Casa Pia de Lisboa, a 6 de Novembro de 2001;

 

# “O Dr. Alexandre Alves”, em Viseu, a 8 de Dezembro de 2001, acerca de problemas levantados na Comarca da Beira, no século XV, intitulada “Do Privilégio de Apaniguado e Acerca dos Abusos Senhoriais na Comarca da Beira no Século XV”

 

# Palavras de apresentação acerca do Dr. Alexandre Alves, na sessão de Homenagem ao mesmo que teve lugar em Viseu e Manteigas, a 8 de Dezembro de 2001, tendo sido inaugurada uma Biblioteca com o seu nome, nesta última;

 

“Da Administração: as divisões e subdivisões administrativas do País nos séculos XIV e XV: as comarcas e os almoxarifados”, conferência apresentada na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, a 21 de Novembro de 2002 – “Comarca e Almoxarifado: o caso de Castelo Branco” .

 

“Do Infante a D. Manuel I (1394-1502) ”, Conferência apresentada em Lagos, a 13 de Novembro de 2002.

 

“Os Bragança e as Guerras no Norte de África em Quatrocentos”, in 9.º Encontro na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 3 a 5 de Novembro de 2003;

 

“D. Afonso, 4.º Conde de Ourém e 1.º Marquês de Valença. Combatente em África”, in Congresso D. Afonso – 4.º Conde de Ourém e sua época, Ourém, 6 a 8 de Novembro de 2003;

 

“De Lisboa a Basileia”: itinerário de D. Afonso, 4.º Conde de Ourém, a incluir num livro em homenagem à Prof. Doutora Iria Gonçalves;

 

Participação com um artigo em homenagem à Prof. Doutora Laura Pires, da Universidade Aberta (exactamente a conferência proferida na Universidade de Cork, na Irlanda);

 

Algumas palavras sobre  A. de Almeida Fernandes a incluir numa brochura em homenagem ao historiador;

 

“Lisboa nas Cortes de 1352-1371”, in II Colóquio “Nova Lisboa Medieval”: Os rostos da Cidade (Lisboa, Biblioteca Orlando Ribeiro, 9-11 de Dezembro de 2004);

 

# Leal da Câmara: un caricaturiste à Paris (a convite do Centro Cultural da Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris), 24 de Abril de 2006;

 

# Le Visage dans la Presse, Université de Sorbonne, Paris, 25 de Abril de 2005 ;

 

# Viseu a Geração de Avis, 1438-1449, conferência no Museu Grão-Vasco, em Viseu (1o de Maio de 2006);

 

#    Dr. Armando de Almeida Fernandes: Viseu, Agosto de 1109. Nasce D. Afonso Henriques (2.ª ed.): apresentação das teses defendidas pelo autor (in Salão Nobre da Câmara Municipal de Viseu, 22 de Junho de 2007);

 

#     Aquilino Ribeiro sem tempo: apresentação pública do 1.º n.º da Revista Letras Aquilinianas, Antigo Colégio de Sernancelhe, 2007;

 

#     Jorge Braga da Costa, desenhador, in Viseu Monumental (5 de Julho de 2007).

 

#   Privilégios dos homens dos Ofícios em Portugal na Idade Média: conferência apresentada na Casa-Museu Leal da Câmara, a 20 de Julho de 2007;

 

#     Silves e o Infante D. Henrique” (Silves, 31 de Dez. 2007.

 

 

 

 

6. PARTICIPAÇÃO EM ENCONTROS, JORNADAS E CONGRESSOS

 

6.1.     No País e no Estrangeiro:

 

# I Jornadas de História Medieval do Algarve e Andaluzia, Loulé, 23 a 25 de Novembro de 1984;

 

# Jornadas sobre O Município na Península Ibérica (sécs. XII a XIX), Santo Tirso, 22 a 24 de Fevereiro de 1985;

 

# Congresso “Romantismo: da Mentalidade à Criação Artística”, Sintra, 1986;

 

# I Colóquio Internacional de História da Madeira, 1986;

 

# 1383/1385 e a Crise Geral dos Séculos XIV e XV. Jornadas de História Medieval, Lisboa, 1988;

 

# Arqueologia do Estado. I.as Jornadas Sobre Formas de Organização e Exercício dos Poderes da Europa do Sul. Séculos XIII / XVIII, Lisboa, 1988;

 

# III Jornadas de História Medieval do Algarve e Andaluzia, Loulé, 1989;

 

# Comemorações dos 740 Anos da Conquista de Faro aos Mouros, Faro, 1989.

 

# II  Colóquio Internacional da História da Madeira, Funchal, 1989;

 

# Comemorações dos 600 Anos do Nascimento de D. Duarte, Museu Grão Vasco, Viseu, 1991;

 

# III Jornadas de História do Algarve e Andaluzia, Loulé, 1991;

 

# Tomar, o Infante e a Ordem de Cristo. Ciclo de Conferências em Tomar, 6-7 de Julho de 1991.

 

# Congreso Hispano-Portugués “Las Relaciones entre Portugal y Castilla en la Época de los Descubrimientos y la Expansión Colonial, Salamanca, 1992;

 

# Colóquio sobre os Descobrimentos, o Infante D. Henrique e a Ordem de Cristo, Tomar, 1993;

 

# III Colóquio Internacional da História da Madeira, Funchal e Grã-Canária, 1993;

 

# Congresso “Infante D. Henrique, Viseu e os Descobrimentos”, Viseu, 1993;

 

# Congresso  “A Geração de Avis na Historiografia. Séculos XV-XX”, Porto, 1994;

 

# II Congresso Luso-Espanhol sobre “Descobrimentos e Expansão Colonial. Portugal e Espanha no Encontro dos Novos Mundos (Séculos XV a XIX) ”, Lisboa, Instituto dos Arquivos Nacionais Torre do Tombo, 1994;

  

# Simpósio de História Marítima: “Os Descobrimentos Portugueses no Século XV”, Lisboa, Academia de Marinha, 1994;

 

# Comemorações da Semana de Portugal, na Irlanda. Iniciativa da Embaixada de Portugal na Irlanda, Dublin, Trinity College & Cork, University of Cork, Junho de 1994;

 

# Congresso sobre “Quotidiano na História Portuguesa”, Lisboa, FCSH da UNL, 1995;

 

# Viseu, 1995: Economia e Sociedade Beirãs no Século XV;

 

# Na Universidade de Westminster, em Londres, Colóquio sobre Sociedade e Família, numa mesa redonda sobre O Casamento civil na Idade Média: Family and Society. The civil and hedge marriage in Middle Age, 1996;

 

# Colóquio ‘Luzes e Sombras em D. João II, Lisboa, Instituto dos Arquivos Nacionais da Torre do Tombo, 22 a 24 de Janeiro de 1996;

 

# Simpósio ‘O Al-Andalus e a Formação do Reino de Portugal’, Lisboa, Reitoria da Universidade de Lisboa, 16 a 18 de Fevereiro de 1996;

 

# 2.º Congresso Histórico de Guimarães: ‘D. Afonso Henriques e a sua Época’, Guimarães, Universidade do Minho, 24 a 27 de Outubro de 1996;

 

# III Colóquio sobre ‘História de Leiria e da sua Região’, Leiria, Escola Superior de Educação, 29 e 30 de Novembro de 1996;

 

# Ilha do Pico, Açores: A Política do Infante no Arquipélago dos Açores, 1997;

 

# IV Jornadas de Silves. Em Debate: História, Civilização, Património, Sociedade e Cultura, Silves, Associação de Estudos e Defesa do Património Histórico-Cultural do Concelho de Silves, 17, 18 e 19 de Outubro de 1997;

 

# Lisboa – Encruzilhada de Muçulmanos, Judeus e Cristãos’, Lisboa, 23 a 25 de Outubro de 1997;

 

# IV Jornadas Luso-Espanholas de História Medieval, sob a temática ‘As relações de fronteira no século de Alcanices’, Porto/Braga, 27 a 29 de Novembro de 1997;

 

# Congresso sobre A Conquista de Santarém aos Mouros, Santarém, 1998;

 

# The Muslims in Portugal and the Portuguese in Muslim Areas, Cleveland, 1998;

 

# Colóquio “Santarém na Idade Média”, 13 e 14 de Março de 1998;

 

# Seminário ‘Fontes da História Luso-Islâmica’, Lisboa, Instituto de Investigação Científica Tropical, 3 e 4 de Abril de 1998;

 

# Seminário de História Religiosa ‘Espace, Écriture et Mémoire: Les Cathédrales au Moyen Âge ‘, orientação de Jacques Pycke, da Universidade Católica de Lovaina-Bélgica, Lisboa, Universidade Católica Portuguesa, 26 e 27 de Maio de 1998;

 

# II Congresso Internacional sobre ‘El Cister en Galicia y Portugal’, na Comemoração do IX Centenário da Fundação de Cister, Ourense e Oseira, 2 a 5 de Julho de 1998;

 

# II Encontro sobre História e Cultura Muçulmanas, em Silves (Out. de 1998);

 

# Seminário ‘Cister na História e na Arte’, Lamego e Tarouca, Comemorações de Cister na Região Norte, 2 e 3 de Outubro de 1998;

 

# Encontro de Poesia e Música Luso-Árabes, 3 e 4 de Set. de 1999, Castelo de Silves, Centro de Estudos Luso-Árabes de Silves, em mesa acerca de «Poesia Árabo-Andalusa», com Os Poetas de Silves e, noutra, acerca da Vida Quotidiana no al-Andalus;

 

# “O Séc. XV: um tempo de familiaridade”, in Seminário A Velha Aliança: As Relações entre Portugal e a Inglaterra ao longo da História, coord. do Prof. Doutor João Paulo Costa, na Sociedade Histórica da Independência de Portugal (5 de Dezembro de 2000);

 

# Colóquio ‘Medos e Mitos’, Benavente, Câmara Municipal, Palácio do Infantado, 18 de Fevereiro de 2000;

 

# III Colóquio sobre ‘A Mulher na Idade Média’, Moita, Câmara Municipal, Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, 10 de Março de 2000;

 

# XV.è Congrès International Roncesvals, Poitiers, Universidade de Poitiers, 21-27 de Agosto de 2000;

 

# III Encontro sobre História e Cultura Muçulmanas, em Silves (Abr. de 1999);

 

# II Colóquio temático – Estudos de Lisboa, Sécs. VIII-XV, Lisboa, 5-6 de Novembro de 1999;

 

# “Os Primeiros Tratados”, in Seminário A Velha Aliança: As Relações entre Portugal e a Inglaterra ao longo da História, coord. do Prof. Doutor João Paulo Costa, na Sociedade Histórica da Independência de Portugal (21 de Novembro de 2000);

 

# Em Westminster Hall, sobre ‘Security and Citizenship in the early Modern Ages’, 2001;

 

#Congresso ‘Os Sítios do Gharb al-Andalus’, Lisboa, Museu Nacional de Arqueologia, 6 de Novembro de 2001;

 

# Jornada de Reflexão sobre a Foralidade Portuguesa, Sintra, Palácio Nacional de Sintra, 19 de Abril de 2002;

 

# Colóquio ‘Elites e Redes Clientelares na Idade Média. Problemas e Perspectivas’, Reitoria da Universidade de Lisboa, 9 e 10 de Maio de 2002;

 

# Tuerres Veteras II – ‘Encontro de História Militar e da Guerra’, Torres Vedras, 24 de Maio de 2002;

 

# Seminário Internacional ‘Tarouca e Cister: Espaço, Espírito e Poder’, Tarouca, Câmara Municipal e Instituto de Estudos Regionais e do Municipalismo Alexandre Herculano da Faculdade de Letras de Lisboa, Mosteiros de São João de Tarouca e de Santa Maria de Salzedas, 19 a 21 de Setembro de 2002;

 

# Em Ceuta, nas V Jornadas de Historia de Ceuta, de 16 a 21 de Setembro de 2002, no Salão de Actos do Palácio Autonómico, Ministério da Educación, Cultura y Deporte, a través del Centro de Professores y recursos de Ceuta;

 

# IV Congreso Nacional sobre ‘Inmigración, Interculturalidad y Convivencia’, Ceuta, Instituto de Estudios Ceutíes, Salón de Actos del Palacio Autonómico, 25 a 28 de Outubro de 2004;

 

# Jornada Árabe: “Memórias Árabe-Islâmicas em Portugal”, Lisboa, Câmara de Comércio e Indústria Árabe-Portuguesa, Arquivo Nacional da Torre do Tombo, 23-24 de Outubro de 2002;

 

# Paisagens Rurais e Urbanas. Fontes, Metodologias, Problemáticas. Jornadas de História, Lisboa, Biblioteca-Museu República e Resistência, Espaço Cidade Universitária, 7 e 8 de Novembro de 2002 (presidiu à apresentação do 2.º painel da sessão da manhã, do dia 7 de Novembro, às intervenções de Marina Afonso Vieira,  Manuel Sílvio Alves Conde e Maria de Fátima Botão), com a apresentação do livro, por A. H. de Oliveira Marques, Tombos da Ordem de Cristo. Comendas a Sul do Tejo, direcção científica de Iria Gonçalves, Lisboa, Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 2002.

 

# Historiadores e Júris-Historiadores: a identidade e a diferença (Estado, Instituições, Poderes, Saberes: Portugal, sécs. XIII-XVIII): Ciclo de painéis, Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 14 a 23 de Novembro de 2002;

 

# Colóquio Internacional ‘Almançor e a Península Ibérica’, Évora, Gabinete de Estudos Árabes do Departamento de História da Universidade de Évora, 27-30 de Novembro de 2002;

 

# V Jornadas Hispano-Portuguesas de História Medieval: ‘La Península Ibérica entre el Mediterráneo y el Atlántico. Siglos XIII-XV’, Cádiz, 1-4 de Abril, 2003;

 

# III Congreso Nacional sobre Inmigración, Interculturalidad y Convivencia, Ceuta, Estudios Ceutíes, de 17 a 20 de Junho 2003;

 

# Santarém e o Infante Santo. 600 Anos. Congresso Internacional. Santarém, 26 a 28 de Setembro de 2003;

 

# A Guerra. IX Encontros Interdisciplinares de 3 a 5 de Novembro de 2003, na FCSH da UNL;

 

# D. Afonso – 4.º Conde de Ourém e sua época, Ourém de 6 a 8 de Novembro de 2003;

 

# Lisboa nas Cortes de 1352-1371, Lisboa, 10 de Dezembro de 2004;

 

# Património Arquitectónico. Registo, interpretação e critérios de intervenção. IPPAR, 16 de Setembro de 2005, Museu Nacional de Etnologia, em Lisboa.

 

# A Cidade no Ocidente Islâmico Medieval. A Medina em Formação. Homenagem ao Prof. Pierre Guichard, coordenação de Rosa Varela Gomes, Silves, 7 a 10 de Setembro de 2005;

 

# Yerevan, Armenia – Outubro, 2006: International Symposium, intitulado Information and Communication Technology: Opportunities and Challenges in Landlocked Developing Countries (3 de Outubro de 2006);

 

# Los Angeles, USA – Outubro, 2006: International Symposium, intitulado Global Third Way: Intellectual Property rights at the Forefront of the UN MDG 8 (6 de Outubro de 2006);

 

“Personajes Para La Historia de Ceuta”, Ceuta, de 14 a 16 de Novembro de 2006. Instituto de Estudios CEUTÍES. Patronato da la Ciudad Autónoma de Ceuta, Ministerio de Educación e Ciencia, Centro de Profesores e Recursos de Ceuta.

 

 

 

6.2.         Membro da Organização de Encontros de História:

 

# Organização, em colaboração, do Congresso O Quotidiano na História Portuguesa, Lisboa, Departamento de História da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 1995;

 

# Organização, em colaboração, do Encontro, subordinado ao tema  Corpo e o Gesto, Lisboa, FCSH da UNL., Novembro de 2003;

 

 

7. PROGRAMAS PARA A COMUNICAÇÂO SOCIAL

 

Colaborou:

 

                   Com o Açoriano Oriental (Angra do Heroísmo e Ponta Delgada).

                   Com o Correio dos Açores (Angra do Heroísmo e Ponta Delgada).

                   Com o Diário de Notícias (Lisboa).

 

                   Com a Rádio Televisão Açores (Ponta Delgada).

                   Com o Canal 2 da Rádio Televisão Portuguesa, nos Programas intitulados PATRIMÓNIO  e   COMTRADIÇÕES.

                  RTP e TVI: Armando de Almeida Fernandes, Viseu, Agosto de 1109, Nasce D. Afonso Henriques (Viseu, Câmara Municipal de Viseu, 18H00 às 20H00 de 30 de Abril de 2007).

 

                  Com a Rádio Renascença e a RDP, Antena II.

 

                  Com a BBC, Programa sobre Grandes Figuras Europeias (Entrevista, em Edinburgh, 15 de Julho de 1998, Canal Odessey: The Navigator). 

                  Com a BBC – Channel Four, Programa acerca dos Primórdios das Navegações Portuguesas: I. De Ceuta ao Cabo Bojador (6 de Setembro de 1999); II. Do Cabo Bojador a S. Jorge da Mina (10 de Setembro de 1999); III. A Rota do Cabo: a Índia (21 de Janeiro de 2001).

                  Com a BBC, Serviço Brasileiro da BBC no Rio de Janeiro. A Península nos Séculos XIV e XV. Conjunturas e Instituições. O Infante e a dita “Escola em Sagres”, 2000.

                  Com a BBC – Channel Four: 2002, 2003 e 2004: The Navigations (IX & XV Cents); “Henry’s heir: D. Fernando & D. Beatriz – the monopolies”…

 

 

          8. ACÇÕES DE FORMAÇÃO:

 

8.1. Certificados:

 

1)      Certificado de Aptidão de Formador, passado pelo Ministério da Educação, Direcção Geral do Ensino Superior, Lisboa, 1996;

2)      Certificado de Registo de Formador, passado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua, nas áreas e domínios dos Estudos Sociais, História/História de Portugal e História das Civilizações, Lisboa, Ministério da Educação, Direcção Geral do Ensino Superior, 1997.

 

 

8.2. FOCO:

 

          1) “Os Descobrimentos e a Expansão Portuguesa”, Torres Vedras, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 20 a 21 de Novembro de 1992;

 

          2) «Museus, Bibliotecas e Arquivos: A Investigação em Portugal e Espanha», Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da U.N.L., 1993 (4 horas);

 

           3) «Administração e Direito na Idade Média», Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da U.N.L., 1994 (4 horas);  

 

           4) “Os Descobrimentos e a Expansão Portuguesa”, Torres Vedras, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 2 a 4 de Fevereiro de 1994;

 

 

8.3. Participação em Manuais Escolares

 

          Tomou parte no Boletim n.º 12-13-14-15 (2.ª Série) 1990-1993, I Volume, dirig. por José Mattoso, A Reforma Educativa e o Ensino da História, Lisboa, Associação dos Professores de História, 1993, “O mundo muçulmano em expansão”, 7.º Ano – 3.2.;

 

          Participou em História 7 (7.º ano), de Ana Rodrigues Oliveira, et allii, Revisão Científica de A. H. de Oliveira Marques, Lisboa, Texto Editora, 2002, in “O Islão No Mundo: pequeno dicionário islâmico”, pp. 203-204.

 

 

  8.4. Encontros de Professores:

 

 Em Abrantes, 1993 : «O Infante D. Henrique e a sua Época» (8 horas de aulas);    

 

                                    «Os Tratados de Tordesilhas. A Diplomática Peninsular Qua-                                                        trocentista» (8 horas de aulas);

 

Santa Maria da Feira, 1994: «A Casa Senhorial do Infante D. Henrique» (4 horas de aulas);

 

Portimão / Alvor: «Viagens Marítimas ao tempo do Infante: Do Algarve à Costa da    

                             Guiné». Março de 1994 (Conferência);

 

 Viseu: «Economia e Sociedade Beirãs no Século XV», 17 a 19 de Maio de 1995

           (Conferência);

 

Guarda: «A Expansão e a Literatura da Expansão», 19 de Janeiro de 1996 (Confe-

              rência);

 

Marrocos: acompanhamento pedagógico e científico de professores do Ensino Secundário a antigas praças portuguesas do Norte de África, em Setembro de 1994, iniciativa do Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, onde, em 10 dias, foram proferidas conferências várias;

 

Açores, Ilha do Pico: «A Política do Infante no Arquipélago dos Açores», in 1.as Jornadas Interdisciplinares, 3 a 7 de Março de 1997» (conferência na Escola Básica 2,3 / S, das Lages do Pico);

 

“Leal da Câmara, o Professor”, Sintra, Rio de Mouro, Escola Secundária de Leal da Câmara (conferência, 1999);

 

Visitas de Estudo, de duas horas cada, à Praça do Império, precedidas de um enquadramento histórico, integrado numa acção de contactos culturais da Universidade (Departamento de História) com Escolas Secundárias:

 

1)     Escola Secundária de Marquês de Pombal, Oeiras (11.º e 12.º anos de História da Arte);

2)     Escola Secundária Amélia Rey Colaço (11.º e 12.º anos de História da Arte);

3)     Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho (11.º e 12.º anos de História);

4)     Escola Secundária de Mem-Martins (11.º e 12.º anos de História);

5)     Escola Secundária de Palmela (11.º e 12.º anos de História);

 

Covilhã: “O Infante D. Henrique, a Ordem de Cristo e a Covilhã”, Universidade da Beira Interior, 2 de Maio de 2004 (conferência);

 

 

9. Estágios:

 

Orientação científica de estagiários na Escola Secundária de Fernando Namora, Alfornelos, Amadora, no ano lectivo de 1996-1997, das licenciadas:

- Patrícia Carla Mateus Madaleno

- Sandra Helena Oliveira Ferreira.

 

 

Ano-lectivo de 1997-1998, dos licenciados:

- Manuel Frade

- Miguel Nunes

- José António Fialho.

 

Ano Lectivo de 1998-1999, para os Licenciados:

- Mário Santos

- Rui Paralvas.

 

Ano Lectivo de 1999-2000, para os Licenciados:

- Maria da Luz Mocho

- Ana Lídia Cardoso

- José Jorge Gonçalves.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10. FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS:

 

         Membro do Júri dos Exames de Acesso ao Curso de História da Faculdade em 1988 / 1989 e 1989 / 1990.

 

      Membro da Assembleia de Representantes da F. C. S. H. da Universidade Nova de Lisboa, de Janeiro de 1989 a Outubro de 1995.

 

      Membro do Júri dos Exames Ad Hoc ao Departamento de História (Entrevistas, Provas Escrita e Oral de História de Portugal), nos anos lectivos de 1994-1995, 1995-1996, 1996-1997, 1997-1998, 1998-1999, 1999-2000, 2000-2001, 2001-2002, 2002-2003; 2003-2004; 2004-2005. E ao Curso de Ciência Política e Relações Internacionais (Provas Escrita e Oral de História de Portugal), desde 1998/1999 a 2005.

          Presidente do Júri dos Exames de Acesso à Faculdade (Dep. de História) de maiores de 23 anos: Maio a Julho de 2007;

 

       Representante do Departamento de História junto da Comissão de Redacção da Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, de 13 de Dezembro de 1988 a 1 de Outubro de 1995.

 

          Coordenador do n.º 6 da Revista da Faculdade, subordinada ao tema «José Leite de Vasconcelos» (1991).

 

          Secretário do Centro de Estudos Históricos, de Outubro de 1990 a Outubro de 1993.

 

         Membro do Centro de Estudos Históricos da F.C.S.H. / U.N.L., ininterruptamente, desde Outubro de 1983.

 

          Presidente da Comissão Coordenadora do Conselho Científico do Departamento de História, no Ano Lectivo de 1990/1991.

 

          Membro do Conselho Científico da FCSH da UNL, no Ano Lectivo de 1990/1991.

 

         Membro da Comissão Coordenadora do Conselho Pedagógico da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa, de Janeiro de 1990 a Maio de 1993 (Vice-Presidente).

 

          Membro da Comissão Pedagógica do Departamento de História desde Janeiro de 1990 a Maio de 1996 e como seu Presidente, desde Abril de 1993 a Abril de 1996.

 

          Membro da Comissão Organizadora do II Seminário sobre Cidades Medievais Portuguesas, realizado pelo Centro de Estudos Históricos (I.N.I.C./F.C.S.H.), que decorreu entre Dezembro de 1990 e Julho de 1991.

 

          Membro da Comissão Organizadora do Congresso subordinado ao tema: O Quotidiano na História Portuguesa, que teve lugar em Lisboa, de 22 a 24 de Abril de 1993, na Fundação Calouste Gulbenkian.

 

          Membro da Comissão de Estudos para preparação dos Cursos de Mestrado a realizar na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da U.N.L., com vista a propor regulamentação para os mesmos em todas as áreas (1995).

 

          Membro do júri de classificação e ordenação dos Centros e Institutos das Universidades do País, a dependerem da J.N.I.C.T., para os anos de 1994 e ss., na Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica (1994). Fizeram ainda parte os Prof. Doutores Humberto Baquero Moreno e Maria do Rosário Themudo Barata.

         

          Membro da Comissão de Avaliação do Curso de História, relativa ao ano lectivo de 1994-1995, levada a cabo em 1998 e, de novo, integrando a Comissão de Avaliação do Curso, em 2000-2001.

 

          Relator de comentário-síntese final à Avaliação Externa, apresentada pela Comissão de Avaliação, presidida pela Prof. Doutora Maria do Rosário Themudo Barata (21 de Julho de 1999).

 

Director da Revista Letras Aquilinianas: n.º 1, Maio de 2007; n.º 2, Setembro de 2007;

 

 

11. PROVAS DE MESTRADO

 

 

11.1. Membro vogal do júri das Provas dos Licenciados:

 

Maria Isabel Castro Pina, subordinada ao tema A Encosta Ocidental da Serra da Estrela: Um Espaço Rural na Idade Média (Lisboa, FCSH da UNL., 1993).

 

Maria de Fátima Mendes Vieira Botão Salvador Marques, subordinada ao tema Uma Instituição Medieval de Prestígio: A Colegiada de Santa Maria de Alcáçova de Santarém (Lisboa, FCSH da UNL., 1996).

 

José Augusto Cunha Freitas de Oliveira, subordinada ao tema Organização do Espaço e Gestão de Riqueza. Loures nos Séculos XIV e XV (Lisboa, FCSH da UNL.,  1998).

 

Francisco Serrão, com tese intitulada De Matosinhos ao Porto –o Mar, os Rios, a Terra e os Homens. A Paisagem Rural de Bouças em Meados do Século XIII (Lisboa, FCSH da UNL., 1999).

 

Margarida Isabel da Silva Pinto, O Mosteiro de Odivelas no Século XIV. Património e Gestão, Lisboa, FCSH da UNL., 2000).

 

Joaquim Bastos Serra, A Colegiada de Santo Estêvão de Alfama de Lisboa nos Finais da Idade Média: os Homens e a Gestão da Riqueza Patrimonial (Lisboa, FCSH da UNL., 2001).

 

Ana Cristina Tavares da Fonseca, Barregãs e Bastardas Régias da I Dinastia Portuguesa, Lisboa, FCSH da UNL, 2005;

 

 

11.2. Arguente no júri das Provas para obtenção do grau de Mestre dos Licenciados:

 

José António de Jesus Martins, Lagos Medieval (Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 6 de Fevereiro de 1996);

 

Francisco Gabriel da Silva Faria, Angra e Navegação nos Séculos XV e XVI (Universidade Portucalense, Porto, 26 de Março de 1996);

 

Hugo Alexandre Ribeiro Capas, A Chancelaria Régia e os seus Oficiais no Ano de 1469 (Universidade do Porto, 15 de Março de 2002).

 

Maria Odete Banha da Fonseca Sequeira, Dona Brites. Uma Mulher da Casa de Avis, (Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2005).

 

 

11.4. Orientador das teses com vista à obtenção do grau de Mestre dos licenciados:

 

Maria Anita Teixeira Machado, com o tema: A Casa de João Gonçalves Zarco (Século XV), desde 1993, Lisboa, FCSH, UNL, 1997, com a classificação final de Muito Bom, por unanimidade.

 

José Pavia Cumbre, acerca de: Os Melo. Origens, Trajectórias Familiares e Percursos Políticos, desde 1993, Lisboa, FCSH da UNL, 1997, com a classificação final de Muito Bom, por unanimidade.

 

Sebastiana Lavouras Lopes, que versa: O Infante D. Fernando e a Nobreza Fundiária de Serpa e Moura (1453-1470), desde 1993, Lisboa, FCSH da UNL, 1997, com a classificação final de Muito Bom, por unanimidade (tese já publicada[3]).                

 

Maria Albertina Paixão Martins Alves de Tapadinhas, sobre: O Almoxarifado de Lamego na Inquirição de D. Duarte (1433-34), desde 1997, Lisboa, FCSH da UNL, Maio de 2000, com a classificação final de Muito Bom, por unanimidade. Esta tese foi 1.ª classificada no Prémio Armando de Almeida Fernandes, 2005, no valor de 3 000 Euros e com a respectiva publicação.

 

Alice João Palma Borges Gago, acerca de: A Casa Senhorial de Diogo Soares de Albergaria (desde 1996), FCSH, UNL, 2000, com a classificação final de Muito Bom, por unanimidade.

 

Ricardo Lopes, sobre A Justiça, em Portugal, no século XIV, com a classificação final de Muito Bom, por unanimidade.

 

Carlos Moura, acerca de A Linhagem de D. Pedro de Meneses: percursos e estratégias de poder político, social e senhorial (séculos XIV-XV). Lisboa, Fac. de C. Soc. e Humanas da U.N.L., 2006.

 

 

 

11.5.      Orientação de Seminários de Mestrado dos Lic.:

 

 

           Orientou ou está ainda a orientar seminários aos alunos abaixo indicados:

 

   - Magda Sofia Telhada;

 

   - Miguel Sérgio da Costa Ferreira de Monteiro de Barros;

 

   - Maria Manuela dos Santos Costa Catarino;

 

   - Pedro Alexandre de Sacadura Chambel;

 

   - Simão Miguel Xavier Matos;

 

   - Ana Maria Tavares Silva Rodrigues Oliveira;

 

   - Lavinia Cavalletti de Oliveto Sabino;

 

   - Francisco Serrão;

 

   - Ana Margarida Morato Costa;

 

   - Vanda Lourenço;

 

   - João Raposo;

 

   - Fátima Medeiros;

 

   - Ana Paula Leal Serafim;

 

   - Maria D’ Ávila;

 

 

11.6.     Lecciona Seminários de Mestrado desde o ano lectivo de 1993-1994, subordinados ao tema «Senhorios e Casas Senhoriais (Séculos XIV e XV)». E continua a leccioná-los, este Ano Lectivo, desde Novembro de 2001. Lecciona a Cadeira de Opção História do Direito, dentro do elenco das disciplinas e seminários do Mestrado em História Medieval.

 

 

 

12. DOUTORAMENTOS

 

 

           É orientador da Tese para obtenção do grau de Doutor em História da Mestra Sebastiana Alves Pereira Lopes, cujo tema se intitula A Nobreza Alentejana Nos Reinados de D. João II e de D. Manuel I (1470-1525).

 

          É co-orientador (2º. orientador), com o Prof. Doutor Humberto Baquero Moreno (1.º orientador), do trabalho para Provas de Doutoramento do Mestre José António de Jesus Martins, subordinado ao tema: «O Algarve no séc. XV. Questões internas e relações com a Andaluzia» (desde 1996), a apresentar na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

 

          Leccionou seminários de Doutoramento, para os Cursos de 1997-1998, 1998-1999, com os seguintes alunos que apresentaram relatórios finais:

 

     - Mestra Susana Marta Delgado Pinheiro que redigiu um trabalho intitulado «João de Albuquerque e Gonçalo de Albuquerque e o senhorio de Gomide» (2000).

 

     - Mestra Judite Maria Nunes Esteves, sobre “D. Jorge da Costa, Cardeal de Alpedrinha” (2000).

 

     - Mestre António Tavares Proença, “A Nobreza da Beira Baixa”, de que resultou um Guia para os séculos XIV a XVI (2002).

 

        Mantém-se, pois, na leccionação dos Cursos de Doutoramento desde o Ano Lectivo de 2000/2001.

 

 

 

13.                           Provas de Doutoramento:

 

          Integrou o Júri, como 1.º arguente, das Provas para a obtenção do grau de Doutor em História do Mestre Carlos Guardado da Silva, Lisboa Medieval. A Organização e a Estruturação do Espaço Urbano, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 17 de Dezembro de 2004, orientado pelo Prof. Doutor Pedro Barbosa da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

 

 

          Integrou também o júri, como vogal, das Provas de Doutoramento da candidata Ana Maria Oliveira, orientada pelo Prof. Doutor Luís Krus, com o título A Criança na Sociedade Medieval Portuguesa. Modelos e Comportamentos, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 16 de Dezembro de 2004.

 

          Integrou o júri das Provas do Mestre Francisco Gabriel da Silva Faria, como 1.º Arguente, na tese subordinada ao título Angra no Contexto do Espaço Insular Açoriano e da Expansão nos Sécs. XV e XVI, em, 3 Volumes, Porto, Universidade Portucalense, 7 de Novembro de 2005;

 

          Integrou o júri das Provas do Mestre José António de Jesus Martins, como 1.º Arguente, tendo sido co-orientador com o Prof. Doutor (Jubilado) Humberto Baquero Moreno e o Prof. Manuel Gonzalez Jimenez da Universidade de Sevilha, com a tese subordinada ao título O Algarve Medieval. As Instituições. os Espaços e os Homens, Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Fev. de 2006.

 

     Integrou o júri das Provas da Mestra Maria de Fátima Botão Marques, como Vogal, na FCSH da UNL, com a tese intitulada A Construção de uma Identidade Urbana no Algarve Medieval. O Caso de Loulé, Lisboa, 16 de Junho de 2006;

 

 

 

Lisboa, F.C.S.H. da U.N.L., 31 de Outubro de 2007

 

João Silva de Sousa

 



[1] A aguardar inserção num site da internet.

[2] Os dois projectos, inseridos nos pontos 4.3.2 e 4.3.3., estão a contar com a minha direcção a convite do Sr. António José Coelho da C. M. de Viseu. O 4.3.4., para o qual fui também convidado, foi da iniciativa dos Srs. Presidentes das Câmara Municipais de Viseu e Britiande, contando com a assessoria do Sr. António José Coelho..

[3] Beja, Câmara Municipal de Beja, 2003, (251 pp.).